3ª Via: Manifesto propõe nova forma de fazer política e transformação do município de Marabá

Publicado em 14 de maio de 2012

 

 

 

A seguir, íntegra do extenso documento assinado por dirigentes políticos e parlamentares que integram a chamada Terceira Via

PV, PDT, PMDB, PT e PPS propõem a união dos marabaenses em torno de quinze temas: Combate rigoroso à corrupção; Investimento em Saúde; Escola de Tempo Integral e uma Educação Melhor;  Valorização do Meio Rural;  Proteger o Meio Ambiente;  Moradia Digna e Regularização Fundiária;  Saneamento e Pavimentação em todos os Bairros;  Esporte, Cultura e Lazer para todos; Motivação do Funcionalismo e ter um bom Serviço Público; Governo parceiro das Instituições;  Respeito aos Partidos e Lideranças, Estimular a Participação Popular; Transporte Bom e de Qualidade; Atração de Empresas e Geração de Empregos; Continuar a Luta pelo Estado de Carajás.

———————–

 

 

 

 

MUDANÇA, JÁ!

DIGA SIM À VIDA. DIGA SIM A MARABÁ. DIGA SIM A CARAJÁS!

 

Marabá é uma das cidades com maior potencial de crescimento do País. Rica, polo econômico da região do futuro Estado de Carajás, com um povo bom e trabalhador. Mas vive dias difíceis.

A situação da saúde pública aflige o nosso povo, com dezenas de bebês e mães morrendo no Hospital Materno Infantil; falta de médicos, equipamentos e medicamentos nos hospitais e postos de saúde. As ruas da cidade estão esburacadas e a periferia abandonada à própria sorte. A população cresce, mas poucas salas de aula foram construídas nos últimos anos. A merenda escolar é fruto de muitas reclamações por parte dos estudantes. Os escândalos envolvendo operações do Ministério Público e da Polícia na Prefeitura revelam que o dinheiro público não vem sendo administrado com transparência e seriedade.

Essa situação de caos político e administrativo vem merecendo o mais forte repúdio da população, que exige MUDANÇA JÁ!

Marabá tem uma das maiores arrecadações do Estado. É um dos municípios que mais recebe verbas do Governo Federal. Tem investimentos previstos na implantação da Alpa, da Hidrovia do Araguaia-Tocantins, da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará e vários outros que farão dobrar nossa população nos próximos anos. Se não nos preocuparmos em escolher uma administração séria, competente, transparente e democrática no município os problemas só aumentarão e esse crescimento, ao invés de beneficiar nossa comunidade, vai nos trazer mais problemas.

Diante dessa situação, PV, PDT, PMDB, PT e PPS propõe a união de todos os marabaenses em torno das seguintes ideias:

 

01-COMBATE RIGOROSO À CORRUPÇÃO

É criminoso que o dinheiro público seja desviado numa cidade que tem tantos problemas pra resolver, sobretudo na área de saúde. O novo prefeito e sua equipe devem, logo no primeiro dia, assinar convênios com o Tribunal de Contas da União, do Estado e dos Municípios, além de celebrar parcerias com o Ministério Público, para acompanhar todas as licitações, execução das grandes obras e serviços e realização da prestação de contas. Deve também publicar na internet, mensalmente, toda a receita e despesa da prefeitura, estimulando a população a decidir o que fazer com o dinheiro que é seu, a partir da realização de assembleias populares e criação de conselhos com a participação de representantes da sociedade.

 

02-INVESTIMENTO PESADO EM SAÚDE

É inadmissível que faltem seringas, lençóis, luvas cirúrgicas e outros produtos na rede de saúde do município. Que não existam equipamentos básicos em todas as unidades de saúde como um simples aparelho de eletrocardiograma. Falta gestão na saúde, pois existem recursos, sobretudo do governo federal, para diversos programas. Entregar o comando da saúde para profissionais da área, com reconhecida competência, é uma das primeiras medidas a ser tomadas.

Marabá precisa ter no mínimo mais dois pronto-socorros de urgência e emergência. Um no núcleo Cidade Nova e outro num ponto estratégico da cidade para desafogar o Hospital Municipal e facilitar o atendimento à população. O número de equipes do Programa Saúde da Família (PSF) precisa ser multiplicado para que a medicina preventiva seja eficaz e diminua os custos da medicina curativa. Espalhar pela cidade Centros de Atendimento Odontológicos e campanhas permanentes nas escolas para garantir saúde bucal à nossa gente.

Investir pesado em saneamento básico, pavimentação de ruas, na educação, na cultura e no lazer são políticas complementares que ajudam a tratar bem da saúde do cidadão.

 

03-ESCOLA DE TEMPO INTEGRAL E UMA EDUCAÇÃO MELHOR

Temos que cuidar dos nossos adultos ainda analfabetos e preparar nossas crianças para o presente e o futuro. É inadmissível que Marabá ainda não tenha no mínimo dez escolas de tempo integral, onde os pais e mães possam deixar seus filhos logo pela manhã para pegá-los ao final do dia. Para que possam trabalhar com tranquilidade e seus filhos possam passar o dia estudando, se alimentando, praticando esportes e cultura e tendo aulas de reforço.

Vamos trabalhar para que a tecnologia de ponta, com o uso de quadros eletrônicos, computadores e outros instrumentos, esteja nas nossas escolas tornando o aprendizado mais agradável e atraente para os alunos.

É preciso investir pesado para reformar nossas escolas e construir outras dentro de elevados padrões de qualidade. Trabalhar diuturnamente para equipar as salas de aula com ar-condicionado, pra não tornar o ato de aprender algo insuportável.

Investir na merenda escolar regional, produzida pelos nossos pequenos agricultores e elaborada por nossas cozinheiras e cozinheiros.

Qualificar e valorizar o trabalho do professor e de todos os servidores da educação. Celebrar parcerias com os governos federal e estadual, com organizações não governamentais e com a iniciativa privada para possibilitar ao aluno carente o acesso ao ensino superior e profissionalizante.

Esse é o caminho pra darmos um salto na qualidade do ensino em Marabá.

 

04-VALORIZAR O MEIO RURAL

Nosso produtor rural convive com extremas dificuldades. É preciso incentivá-lo. Precisamos ter patrulhas mecanizadas exclusivas para a área rural para, em parceria com os fazendeiros, realizar a manutenção permanente de nossas estradas vicinais.

Dotar as vilas da área rural de condições básicas para que se viva com dignidade, com investimentos nas áreas de saúde, educação, infraestrutura urbana, esportes e lazer.

Dar apoio para que o produtor rural tenha assistência técnica, crédito e condições de escoar sua produção deve ser uma prioridade de uma gestão democrática à frente da prefeitura.

 

05-PROTEGER O MEIO AMBIENTE

A melhoria da qualidade de vida dos marabaenses deve ser uma preocupação permanente dos gestores. O combate ao ruído excessivo, a proteção aos rios, o incentivo à pesca artesanal e esportiva, o incentivo ao plantio e replantio de espécies nativas, a arborização permanente da cidade, devem ser ações contínuas da administração, sempre procurando harmonizar essas ações com o crescimento da produção.

 

06-MORADIA DIGNA E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

Marabá tem boa parte de sua área ocupada por pessoas que não tem condições de pagar lotes caríssimos. O poder público deve estabelecer de imediato uma política de construção de casas populares, ao mesmo tempo em que deve negociar com os legítimos donos e os ocupantes de diversas áreas um pacto que reúna a prefeitura, moradores e proprietários para, pacificamente, legalizar todos os lotes.

Ao mesmo tempo a prefeitura deve investir pesado em infra-estrutura nessas áreas de ocupação, com saneamento básico e pavimentação, educação e saúde, invertendo a lógica de investir só no centro da cidade e deixar a periferia para depois.

 

07-SANEAMENTO E PAVIMENTAÇÃO EM TODOS OS BAIRROS

Nos últimos anos pouco se avançou na área de saneamento e pavimentação, sobretudo na periferia. O pouco que foi feito é de qualidade duvidosa e já se desmancha. A nova gestão deve ter o compromisso de buscar o saneamento e a pavimentação de 500 quilômetros de ruas, a um custo aproximado de R$ 300 milhões, para atingir todos os bairros da cidade. Para isso é fundamental a parceria com o Governo Federal e a captação de recursos junto a instituições financeiras nacionais e internacionais.

Saneamento e pavimentação representam qualidade de vida, valorização do patrimônio das pessoas e torna a cidade mais bonita e aconchegante. Deve ser uma das principais prioridades da nova administração.

 

08-ESPORTE, CULTURA E LAZER PRA TODOS

Uma sociedade que não tem investimentos em cultura, esportes e lazer é uma sociedade doente. A juventude, principalmente, precisa ter sua enorme energia canalizada de forma positiva.

Na área dos esportes vamos continuar ajudando o Águia de Marabá, mas também investir pesado no futebol amador e outras modalidades de esportes, com a construção e urbanização dos campos na periferia, apoio aos clubes e realização de diversos torneios e campeonatos.

Na cultura retomar o festival da Canção de Marabá e outros projetos que valorizem o artista da terra, seja na música, nas artes plásticas, no teatro, na dança e outros gêneros. Ao mesmo tempo promover o intercâmbio com a iniciativa privada e com artistas de todo o País que tragam atrações de qualidade e diversão à nossa gente.
Devolver as nossas praças à população é outra prioridade. Hoje, a insegurança, a sujeira e a falta de conservação rondam esses espaços públicos, que devem ser revitalizados e organizados para garantir o lazer seguro à nossa gente.

 

09-MOTIVAR O FUNCIONALISMO E TER UM BOM SERVIÇO PÚBLICO

Sem o funcionalismo motivado é impossível fazer uma boa administração e prestar um serviço de qualidade à população. Combater o arrocho salarial, recuperar o poder de compra dos salários, estimular o servidor de carreira a ocupar cargos de confiança, criar planos de cargos e salários modernos e estabelecer uma mesa permanente de negociação com os servidores devem ser a linha mestra de um governo democrático e popular. Além disso, investir na modernização dos serviços e estimular o servidor com políticas que garantam a promoção dos que se qualificarem e prestarem um serviço de melhor qualidade à população.

 

10-GOVERNO PARCEIRO DAS INSTITUIÇÕES

Só uma sociedade organizada pode superar as desigualdades. Por isso um compromisso central de um governo democrático e popular é estabelecer parcerias sólidas com sindicatos, associações, clubes de serviço, entidades públicas e privadas, com o objetivo de atender aos segmentos mais carentes da sociedade.

 

11-RESPEITO AOS PARTIDOS E LIDERANÇAS

Ao longo dos anos a política em Marabá se caracterizou por inúmeras divisões, acordos feitos e traídos, desrespeito aos partidos e lideranças. É preciso mudar essa história para que Marabá volte a ocupar um lugar de destaque na política do Estado e possa liderar a região. Acordo é pra ser cumprido. Uma gestão democrática, transparente e popular deve estimular a participação de toda a sociedade, inclusive dos partidos políticos, através de uma gestão compartilhada, a partir de diretrizes básicas. Combinar a presença de bons técnicos, com a sensibilidade dos atores políticos deve ser preocupação permanente de uma boa gestão, estabelecendo metas e cobrando resultados das secretarias. Fazer compromissos possíveis de serem cumpridos e transparentes com todas as forças políticas é o melhor caminho para unir o povo de Marabá diante dos inúmeros desafios que temos pela frente.

 

12-ESTIMULAR A PARTICIPAÇÃO POPULAR

O dinheiro é público. As decisões tem que ser do público. Não se admite mais uma administração onde só quem decide é o prefeito, por mais competente que ele seja. Cabe ao povo ajudar na definição das prioridades, ter canais de diálogo sempre abertos e ter informações que permita à sociedade fiscalizar as ações do governo. O debate amplo e democrático do Orçamento e a criação de conselhos de participação popular devem nortear as ações políticas e administrativas da Prefeitura.

 

13-TRANSPORTE BOM E DE QUALIDADE

Com o crescimento de nossa cidade, o transporte passou a ser um dilema cotidiano. Os engarrafamentos e a falta de disciplina dos motoristas tiram a paciência do cidadão. É preciso investir na pavimentação de nossas ruas, na educação do trânsito, na sinalização das ruas, mas ao mesmo tempo harmonizar a gestão dos transportes públicos. Só com o diálogo permanente com as empresas de ônibus, taxistas e mototaxistas, aliado a uma forte e rigorosa fiscalização, poderemos organizar o trânsito caótico de nossa cidade. Buscar a construção de mais uma ponte sobre o rio Itacaiúnas para desafogar o trânsito e criar uma Estação Integrada de ônibus, com a adoção do bilhete único, pra agilizar o transporte nos bairros, devem ser prioridade da nova gestão.

 

14-ATRAIR EMPRESAS E GERAR EMPREGOS PARA NOSSA GENTE

A nova administração deve acompanhar de perto a implantação da Alpa (Aços Laminados do Pará), um empreendimento que vai mudar a cara do município, com milhares de novos empregos. Temos que aproveitar a Alpa para atrair dezenas de outras empresas, aumentar a quantidade de trabalhadores empregados e a renda do cidadão. Pra isso precisamos investir pesado na formação e qualificação de nossa mão-de-obra, estabelecer uma política de incentivos que busque novas indústrias para o município e fortalecer o empresariado local, a partir, inclusive das compras da própria prefeitura. Fortalecer a secretaria de Indústria e Comércio e manter diálogo permanente com o empresariado são políticas fundamentais para ampliar a geração de empregos.

 

15-CONTINUAR A LUTA PELO ESTADO DE CARAJÁS

Em todos os novos estados criados a vida da população melhorou. Os exemplos do Tocantins e do Mato Grosso nos enchem os olhos. O Tocantins, cujo solo é mais pobre que o da nossa região, tem estradas mais bem pavimentadas, boas faculdades, saneamento básico, água encanada e potável em quase todas as residências, salários melhores para o funcionalismo e muitas outras vantagens.

Ter o nosso Estado é a melhor política de desenvolvimento que podemos sonhar. Portanto, o novo governo de Marabá deve ter um compromisso claro de continuar a luta pela criação do Estado de Carajás, que recebeu no plebiscito o apoio de quase 95% dos eleitores de Marabá. Não podemos aceitar a postura de políticos que lutaram contra o nosso sonho e de outros que se esconderam da luta. No momento que mais precisamos deles não abraçaram a nossa causa. É preciso dar a resposta a eles agora, escolhendo para governar nossa cidade quem lutou e tem compromissos com a criação do Estado de Carajás.

 

 

 

ASDRÚBAL BENTES                   BERNADETE TEN CATEN        JOÃO SALAME NETO

Deputado Federal – PMDB        Deputada Estadual – PT                    Deputado Estadual

 

ITALO IPOJUCAN                        LUIZ CARLOS PIES                     JORGE BICHARA

Dirigente do PMDB                              Dirigente do PT                          Presidente do PV

 

JÚLIA ROSA                                  HAROLDO JÚNIOR                      TOINHA CARVALHO

Vereadora – PDT                                   Dirigente do PV                                 Vereadora – PT

 

GILSON DIAS                                BIA CARDOSO                              LUIZ BRESSAN

Presidente do PPS                   Suplente de Senadora  – PPS       Presidente do PT

 

EDIVALDO SANTOS                   

Vereador – PPS