Hiroshi Bogéa On line

Marabá é o terceiro município com casos de dengue

Até a primeira metade de dezembro de 2016, as maiores ocorrências de dengue apareceram nos municípios de Belém (561 casos), Dom Eliseu (482), Marabá (460), Alenquer (440), Itaituba (313), Oriximiná (301), Parauapebas (298), Tucuruí (290), Pacajá (221) e Novo Progresso (220).

Os municípios com maior número de casos de zika são Belém, Marituba e Rio Maria, e de chikungunya são Capanema, Belém e Dom Eliseu.

Até o dia 06 de dezembro, Informe Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará contabilizou  em todo Estado  6.202 casos de dengue, 2.654 de zika e 668 de febre chikungunya.

No período de abrangência do Informe Epidemiológico não houve registro de mortes no Estado em função dessas doenças.

Sintomas – Os vírus da dengue, chikungunya e zika são transmitidos pelo mesmo vetor, o Aedes aegypti, e provocam sintomas parecidos, como febre e dores musculares.

Mas as doenças têm gravidades diferentes.

A dengue é a mais perigosa, devido aos quatro sorotipos diferentes do vírus, causando febre repentina, dores musculares, falta de ar e indisposição.

A forma mais grave da doença é caracterizada por hemorragias e pode levar à morte.

A chikungunya caracteriza-se principalmente pelas intensas dores nas articulações. Os sintomas duram entre 10 e 15 dias, mas as dores podem permanecer por meses, e até anos.

Complicações sérias e morte são muito raras. Já a zika apresenta sintomas que se limitam a, no máximo, sete dias.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *