Hiroshi Bogéa On line

Vigilante é morto por falso cadeirante em assalto ao BASA

 

Com informação do DOL:

Cadeira de rodas foi usada pelos bandidos, para não passar pelo detector de metais e entrar armados. (Foto: via Whatsapp)
Cadeira de rodas foi usada pelos bandidos, para não passar pelo detector de metais e entrar armados. (Foto: via Whatsapp)

O vigilante Alcindo Souza Raiol, de 56 anos, morreu baleado por assaltantes que invadiram um posto de atendimento do Banco da Amazônia, localizado na avenida Generalíssimo Deodoro, no bairro de Nazaré, em Belém, nesta sexta-feira (29). Um deles se disfaRçou de cadeirante.

De acordo com a Polícia Militar, o suspeito que se disfarçou de cadeirante conseguiu entrar armado no posto com facilidade porque não passou pelo detector de metais.

Os suspeitos anunciaram o assalto e trocaram tiros com o segurança da agência, que acabou atingido. Além de dinheiro, os suspeitos fugiram levando a arma do segurança.

Um carro estava dando apoio do lado de fora, mas um dos suspeitos rendeu um taxista na hora da fuga.

Ainda de acordo com a polícia, as imagens das câmeras internas de segurança do posto de atendimento devem ajudar na identificação dos suspeitos.

Post de 

1 Comentário

  1. Luiz Cunha

    29 de julho de 2016 - 21:36 - 21:36
    Reply

    Um desrespeito para com as pessoas que de fato tem necessidades de locomoção (eu sou uma dessas pessoas). Até que ponto chega a maldade humana, estamos no volume morto do fundo do poço.

    Lamento pela morte do trabalhador, lamento pela insegurança que domina nosso estado, sem uma politica de segurança publica eficaz, com profissionais (militares e civis), mal remunerados e desestimulados para o enfrentamento.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *