Hiroshi Bogéa On line

Procuradoria-Geral pede ao STF que investigue Jader, Jucá, Renan e Lobão sobre propina em Belo Monte

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar quatro integrantes da cúpula do PMDB em um inquérito já aberto na Corte sobre o senador Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia, por suspeita de desvios na construção da hidrelétrica de Belo Monte.

Janot quer investigar no mesmo caso o ministro do Planejamento, Romero Jucá, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e os senadores Valdir Raupp (PMDB-RO) e Jader Barbalho (PMDB-PA).

Todos poderão ser investigados por suposta prática de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, por suspeita de receberem propina em contratos da obra.

O inquérito sobre Lobão tramita em segredo de Justiça e, até então, era desconhecido, mas foi mencionado em documento tornado público nesta quinta-feira (19) no sistema processual do STF. O caso de Belo Monte está sob relatoria do ministro Luiz Edson Fachin, a quem cabe autorizar ou não a investigação dos quatro peemedebistas.

A investigação das suspeitas de pagamento de propina na construção da hidrelétrica de Belo Monte foi autorizada por Fachin em março deste ano com base na delação premiada de Luiz Carlos Martins, funcionário da empreiteira Camargo Corrêa, dentro da Operação Lava Jato.

Embora o relator dos processos da Lava Jato no STF seja o ministro Teori Zavascki, o tribunal sorteou um novo ministro porque a denúncia de Martins não se trata de um desdobramento do esquema de corrupção que atuava na Petrobras.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *