2ª Conferência Municipal da Juventude reúne estudantes e movimentos sociais

Conferencia Juventude

A Casa da Juventude de Marabá (Cajum) promoveu uma sequência de debates com o objetivo de discutir políticas públicas que atendam aos jovens da região. A II Conferência Municipal da Juventude ocorreu no último dia 5, no auditório do campus I da Unifesspa (Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará).

Com o tema “As várias formas de mudar Marabá”, o evento contou com a participação de estudantes e de integrantes de vários movimentos sociais que reivindicam a aplicação de propostas voltadas à juventude.

Pies ConferenciaO vice-prefeito Luís Carlos Pies (foto) também esteve presente e ouviu atenciosamente as demandas. Segundo ele, é muito importante que os jovens se organizem e se movimentem para discutir e cobrar soluções dos políticos.

Um dos representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Unifesspa, Thiesco Crisóstomo, comentou que a realização da conferência impulsiona a luta juvenil em Marabá, tendo em vista que é a primeira vez que o movimento se organiza de fato no município.

“A importância da universidade, nesse caso, é porque aqui é um espaço onde a gente debate não só política, mas também pensa intervenções na sociedade. A juventude está na boca de todo mundo: na política, na igreja, na escola. Mas, a maior dificuldade é justamente tirar o tema do discurso e colocar na prática”, lembrou, acrescentando que, assim como a criança e o idoso, a juventude também tem direitos.

O coordenador da União da Juventude Socialista, Júnior Neto, destacou a importância da criação de propostas políticas que cobrem não apenas da gestão municipal, mas também da estadual.

Os principais eixos temáticos foram segurança, educação, saúde, garantias no mercado de trabalho, direitos da mulher, diversidade cultural, igualdade de gêneros e liberdade de expressão.

Além dos debates, também foi feita a eleição de 10 delegados que devem representar a região nas Conferências Estadual e Nacional, previstas para acontecerem em setembro (de 21 a 25) e dezembro, respectivamente. (Texto: Fabiane Barbosa/ Fotos: Dinho Aires)

———————

Atualização às 12:01 (09/09)

 

Leitor autodenominado  Thiesco, envia comentário pedindo retificação do post, segundo ele, carecendo de pontualidade quanto aos verdadeiros organizadores da Conferência.

Texto do rapaz:

 

Hiroshi, sua informação está errada. Não foi a Cajum que promoveu. Foi a Prefeitura em parceria com várias organizações de Marabá. A Cajum é apenas uma delas. Ainda estavam nessa articulação a Pastoral da Juventude, O Levante Popular da Juventude, o DCE da Unifesspa. a ONG Consciência, A UJS e o Instituto Nós do Brejo.

 

Pronto!

Feita a retificação.