27 municípios paraenses receberão médicos cubanos

Publicado em 4 de setembro de 2013

 

 

Médicos cubanos que atuarão no Pará já foram selecionados para atuação em 27 municípios.

Doze ficarão na região do Marajó.

Os médicos, ficaram assim divididos.

4 médicos para cada município:

Floresta do Araguaia.

3 médicos por município

Rurópolis, Altamira  e Itaituba.

2 médicos para cada município

Afuá, Alenquer,  Anajás,  Aurora do Pará, Aveiro, Bagre, Cachoeira do Arari, Curralinho, Curuá, Faro,  Garrafão do Norte, Gurupá, Limoeiro do Ajuru, Melgaço, Monte Alegre, Muaná , Nova Esperança do Piriá , Novo Repartimento, Pacajá, Ponta de Pedras , Portel,  Santa Cruz do Arari, São Sebastião da  Boa Vista e  Tracuateua.

 

1 médico para cada município:

Anapu

Da região Norte, o Pará é quem receberá mais médicos cubanos.

Do total de município selecionados,  doze são da Ilha do Marajó

O Sindicato dos Médicos no Pará (Sindmepa) fez severas críticas ao programa Mais Médicos.

Valdir Cardoso, diretor da entidade, diz que o  sindicato não é contra a vinda dos profissionais, mas como eles estão sendo convocados.

“Somos favoráveis a ampliar o acesso da população ao atendimento médico, nosso questionamento é especificamente como estes profissionais estão vindo para os estados brasileiros. Eles não poderão sair dos municípios, não receberão diretamente a remuneração, ou seja, serão reféns do governo brasileiro. A outra questão é a qualificação dos médicos cubanos, já que no Brasil existe uma avaliação para você poder exercer a profissão em outro país. Os médicos estrangeiros não estão passando por este tipo de procedimento. Não sabemos da qualidade do atendimento que eles vão prestar a população”, disse.