Hiroshi Bogéa On line

1 + 1 = 11

A arrecadação do Estado caiu quase 30%. O mesmo percentual é encontrado na média da queda de repasses constitucionais às prefeituras municipais.

Na contramão, o Sintepp pede reajuste salarial de… 30%. 
Mais plano de saúde para todos os servidores da área educaional.
Fechar essa conta aí, nem Pitágoras!
Post de 

7 Comentários

  1. Anonymous

    13 de maio de 2009 - 20:59 - 20:59
    Reply

    Infelizmente na área pública acontece disparidades lamentáveis.

    Enquanto o Legislativo rasga dinheiro com um palácio na cidade nova, para abrigar os relativamente vereadores de Marabá, os servidores municipais amargam salários baixos.

    Isso sem contar os carros, assessores, compras, diárias…

    Nosso Brasil é mesmo rico, com tanto nécio pendurado nos cofres públicos sugando das altas verbas ao dinheiro da xerox, ainda assim somos uma grande Nação.

    Salve o Brasil !!!

    Olívia S. Moreira

  2. Hiroshi Bogéa

    13 de maio de 2009 - 01:02 - 1:02
    Reply

    Goreth, senti hoje que o clima está mesmo pesado. Essa queda de braço deve ir longe. Abs

  3. Goreth Valerio

    13 de maio de 2009 - 00:58 - 0:58
    Reply

    É bom lembrar caro colega que os profissionais da Educação Estadual já estão em greve e apesar das perdas salariais serem menores há um certo descontentamento do pessoal e se o Governo não sinalizar com algo para os servidores . Sei não…

  4. Anonymous

    12 de maio de 2009 - 22:59 - 22:59
    Reply

    Para o anonimo das 11:43
    A greve é um direito de todas as classes trabalhadoras. Talvez vc não saiba q os professores repõem as aulas perdidas. Portanto, não fale do q não conhece.

  5. Anonymous

    12 de maio de 2009 - 19:37 - 19:37
    Reply

    Muita gente agora vai sentir saudades do Tião, pois apesar de pouco, mas nunca deixou de dar alguns percentuais, não dar pra entender o motivo do estado pagar melhor do que o município de Marabá, pois o mesmo calculo feito pro repasse do estado é feito também para os municípios.

  6. Anonymous

    12 de maio de 2009 - 15:05 - 15:05
    Reply

    É a atual realidade financeira impede reajuste tão absurdo pedido pelo Sinttep em Marabá. Mas é bom lembrar que o então candidato Maurino prometeu reajustes estratosféricos aos servidores para ganhar-lhes o voto. Como bom demagogo sabia que não iria cumprir a promessa, mas não esperava que o arrocho seria tanto a ponto de impedir pelo menos um reajustezinho.
    Também, quem já contratou quase 1 mil apaniguados; anda com quatro seguranças e outros dois com a esposa; aluga carros de luxo a preços aviltantes; tenta entregar o filé dos recursos públicos para empresas privadas; aumenta suas própias diárias em cem por cento e viaja toda semana não tem como economizar pra melhorar pelo menos um pouco a vida dos barnabés. Votaram nele, vão ter que aguentar quatro anos…

  7. Anonymous

    12 de maio de 2009 - 14:43 - 14:43
    Reply

    Essa gente do Sinttep não tem noção do rídículo das suas reivindicações. Eles querem é se mostrar. O conjunto da categoria vai porque vai. Afinal, se der certo…ganhamos. Se não, alguns dias de braços cruzados não fazem mal a ninguém. Já os alunos… Ah, os alunos…isso é só um detalhe. êta Brasilzão porrêta, sô!!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *