“Islamizar”, não!

Publicado em 9 de setembro de 2007

Esse Nelson Jobim sabe o que quer. Tem comando. Voz. E não recua quando o momento é de avançar. Avança com força.
Acabo de ler no blog do Josias de Sousa a seguinte afirmativa dele, feita na tarde deste sábado, a respeito do lançamento, pelo governo, do livro “Direito à Memória e à Verdade”:

“Não há mais nenhum problema. Os militares compreenderam claramente que esse é o processo democrático. O governo federal, ao ter lançado o livro, determinou o início do encerramento de um processo histórico brasileiro. Não se pode pretender ocultar a memória. Não há nada mais teimoso que o fato. E não se ocultam fatos.”

Josias revela ainda que Jobim quase demitiu o comandante e o alto comando do Exercito, por conta de insatisfações na caserna resultantes do conteúdo do livro.