“Enchente doida”

Publicado em 26 de janeiro de 2010

Cruzando o rio, a ponte.

Embolando no rio, a cheia – que chega e vai.

Vai e volta, agora chamando José pra medir seu volume.

– Rum! Essa água tá com cheiro de enchente ´doida´….