Hiroshi Bogéa On line

“Vocês não me representam”

 

 

O grito com a frase do título deste post é de Elizangela Dantas, uma das maiores ativistas da luta pela criação do Estado de Carajás.

Residente em Rio Maria, ela exibe sua indignação com a disputa xenófoba  estimulada, no país, a partir da indicação do pastor Marco Feliciano para a presidência da Comissão dos Direitos Humanos da Câmara Federal,

O grito de Elizangela:

 

 

Gente numa boa. Já encheu esse negócio de “Marcos Feliciano não me representa” O que EU vejo é uma guerra entre evangélicos e homossexuais. Os direitos humanos alegados por muitos nada mais é que pano de fundo para externar e incitar o ódio seja contra uma ou outra parcela da sociedade. O novo papa é contra a união homoafetiva e não vejo ninguém postando cartazes sobre isso. O Brasil está cheio de políticos e outras autoridades que TODOS os dias violam os direitos da sociedade civil como um todo e não vejo ninguém postando cartazes com seus nomes, então eu só quero dizer uma coisa para quem estimula e apoia essa violação dos direitos humanos seja de evangélicos ou homossexuais: VOCÊS NÃO ME REPRESENTAM.

Post de 

19 Comentários

  1. André Figueiredo

    14 de abril de 2013 - 22:51 - 22:51
    Reply

    Boa Elisangela, muitos parlamentares enviaram carta de repudio a Feliciano, eu dou minha cara a tapas se esses parlamentares corruptos enviaram carta de repudio aos protagonistas do mensalao que assimiram comissoes importantes. Fizeram?

  2. João Guimarães

    1 de abril de 2013 - 19:03 - 19:03
    Reply

    Só pra lembrar aos desavisados…

  3. João Guimarães

    1 de abril de 2013 - 19:02 - 19:02
    Reply

    Que se saiba as únicas religiões (religações) verdadeiras são: o ISLAMISMO, o HINDUÍSMO, o CATOLICISMO ORTODOXO e ZEN-BUDISMO e as religiões indígenas ou aborígenes. Essa igrejas da vontade do Pastor são católicas protestantes. Anglicana nunca foi religião, tá? É católica também…Mesmo que não queira!

  4. Jorge Antony F. Siqueira

    31 de março de 2013 - 13:01 - 13:01
    Reply

    Aos das 09:53 e 10:28 hs. dia 30/03, estão aí os vídeos para provar que Feliciano(PSC) não deveria ter sido indicado pelo partido para a CDH. O cara é homofóbico, reacionario e preconceituoso. Ao tentar induzir outrens, agora, de que foi mal entendido etc.. ficou pior a situação, pois está gravado. Usando o atual momento de foco da mídia, um funcionario global veio a público falar e afirmar sua “condição” de gay. Ora, acho um total despropósito e desconhecimento mínimo do ato de concepção normal da mulher(relação sexual com homem), gestação e nascimento do filh(o)(a). Há depoimentos de “homens” que afirmam ser gays mas “não gostam, e se pudessem mudariam ao nascer, ou antes, essa condição”. Isso, do ponto de vista biológico, simplesmente não existe. Como mudar a natureza ? Ela própria mostra o caminho com os 23 cromossomos procurando frenéticamente os outros 23 opostos. Sem isso, fatalmente, nem existiríamos. Se não há “gen gay” como explicar a alegada “condição” ? Hétero(homem) nasce assim, o depois é outra historia. A humanidade nunca terá problemas com a procriação como querem difundir alguns. 31.03.13, Mba.-PA.

  5. Elizangela Dantas

    30 de março de 2013 - 23:27 - 23:27
    Reply

    Anônimo, como parlamentar e na atual comissão que tem causado tanta turbulência, Marcos Feliciano não fez tais observações alegadas contra ele, quando as fez , fez como Pastor, o que tambêm é seu direito dentro de sua crença. Não comparei em momento algum o papa Francisco e sim o que defende, até porque as pessoas tem caracteristicas individuais e cada qual seu valor dentro da sociedade em que fazem parte. O que de fato repudio em tudo isso, é que as estatísticas de mortes de negros no Brasil é assombroza, mas não estão sequer sendo citados, portanto tudo isso não passa de intolerância religiosa e ponto.

  6. Fabio Cruz

    30 de março de 2013 - 10:28 - 10:28
    Reply

    Ano passado foram cometidos 270 crimes contra os homossexuais. Segundo as pesquisas, 70% desses crimes foram cometidos pelos parceiros sexuais dessas vítimas. Nenhum desses crimes foi cometido pelos evangélicos. Onde está, então a intolerância?

  7. anonimo

    30 de março de 2013 - 09:53 - 9:53
    Reply

    Aos desavisados cabe exclarecer que o Feliciano chegou a esta comissão não por votos mas pelo patido PSC (Partido Socialista Cristão) que não deveria levar o nome Cristão por ser um partido barriga de aluguel que so serve para abrigar vagabundos.

  8. Anônimo

    29 de março de 2013 - 12:13 - 12:13
    Reply

    Concordo com o que vc diz sobre tirar o foco das coisas e por o assunto em pauta, mas há um roteiro no seu texto que não ficou claro:

    A comparação do PAPA e Feliciano.

    O sr Feliciano pode ser pastor claro, pode falar o que quizer como pastor da sua igreja… Mas como PARLAMENTAR num estado laico aí as coisas mudam…

    O papa pode ser contra ao que quizer pois essas orientações são para os católicos… se o PAPA virar parlamentar no Brasil aí sim a comparação faria sentido.

    Outra coisa, as aparições públicas do papa Francisco e demostrações de humildade não são dignas de compará-lo a Felciano… muita hora nessa calma.

  9. Antonio Carlos Pereira Santos

    29 de março de 2013 - 11:48 - 11:48
    Reply

    Caro Hiroshi, tô com o Hudson Jr., com o imperio de comunicação que tem, Jáder manipula o voto dos menos informados. Foi eleito Senador com 1.800.000 votos. E, temos que ter muito cuidado, pois conforme publicado na blogosfera, Jader adquiriu recentemente o jornal Correio do Tocantins. Já tinha a TV e Radio Clube local do Grupo RBA. O alcaide tá muda não muda do PPS para outro partido. A campanha pró Carajás está latente novamente. Sei não.. Tem coisa do Senador por trás disso. Seu herdeiro político(Hélder) e o próprio, tem “visitado” muito nossa região. Em 29.03.13, Mba.-PA.

  10. hudson jr

    29 de março de 2013 - 10:43 - 10:43
    Reply

    Hiroshi, ta no congressoemfoco Mario Couto e Jader Barbalho estão entre os senadores que mais faltaram as sessões, ou seja, de 3 senadores dois não estão nem ai para defender nosso estado. e não venham com desculpas pois não há. O Pará está indo bem mesmo. Mas o povo merece os políticos que elegem.

  11. anonimo

    29 de março de 2013 - 05:16 - 5:16
    Reply

    Pedro, as unicas religiões protestantes são a Lutherana fundada por Martin Luthero e a Anglicana fundada pelo Rei George da Inglaterra. As demais são seitas cristãs fundadas principalmente nos EUA.
    Quanto ao Marcos Feliciano nada mais e que um explorador da fe ou voce não viu nas redes sociais o mesmo extorquindo seus seguidores.
    O Papa segue apenas os Dogmas da Igreja Catolica que e sempre foi e sempre sera contra casamento entre pessoas do mesmo sexo pois ferem os mandamentos de Deus e da natureza pois na natureza voce não ve este tipo de união vide os macacos,leões,araras e outros animais .

  12. Fabio Cruz

    28 de março de 2013 - 21:55 - 21:55
    Reply

    FOI UMA JOGADA DO PESSOAL DO MENSALAO. PRA O PESSOAL ESQUECER RENAM E GENOINO

  13. Juliana

    28 de março de 2013 - 21:50 - 21:50
    Reply

    Dois deputados condenados no Mensalão estão fazendo parte da comissão mais importante da Câmara, a CCJ, Comissão de Constituição e Justiça, tudo passa por essa comissão. Eles foram condenados pelo Supremo. A imprensa não falou 1 décimo sobre isso, muito menos o grupo LGBT fez manifestação contra. O PT resolveu desviar o foco desses 2 condenados, pra sociedade não perceber isso, e jogam o foco no Feliciano. Muito jornalista caiu na cilada o PT e muita gente desinformada tb. Isso tudo é um jogo sujo do PT, PSOL e PC do B pra esconder gente condenada na comissão mais importante da Câmara.

  14. Maria

    28 de março de 2013 - 20:56 - 20:56
    Reply

    O que vejo nessas manifestações contra o Feliciano é a intransigência do grupo LGBT. O que tem o cara ser pastor? Ser pastor por acaso é algum crime? Por que não fizeram manifestações contra os corruptos que assumiram funções de destaque na política? Infelizmente a mídia, como formadora de opinião, faz com que uma minoria tenha razão.

  15. Antônio Moreira da Silva

    28 de março de 2013 - 19:03 - 19:03
    Reply

    Paciência né.

    Feliciano foi eleito… Pelo sim pelo não… quem votou nele é responsável por essa patifaria. Afinal numa democracia representativa ele representa seu público . DDDAAAANNNN nesse caso. É óbvio que ele não representa esse povo dos cartazes… Nem eu … Mas ainda assim defendo a democracia.

  16. Wanderley Mota

    28 de março de 2013 - 18:37 - 18:37
    Reply

    muito bom,você me representa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  17. Elton Carvalho

    28 de março de 2013 - 17:07 - 17:07
    Reply

    …excelente Elisangela, parabéns!!!
    Vc está expressando o que muita gente acha dessa vergonha, desse dislecho q está acontecendo, parece coisa organizada pra tira “atenção”

  18. Pedro Henrique

    28 de março de 2013 - 16:52 - 16:52
    Reply

    Concordo! Com gêneros, graus e números. Há tantos problemas sérios acontecendo na política do Brasil, que ter um cristão protestante a frente de uma Comissão que defende os Direitos Humanos e Minoria, deveria ser passado em branco, se comparada às “asneiras” que se vê acontecendo. É melhor que ele esteja lá, pelo nossos valores cristã e familiar estão garantido. #FICAFELICIANO#

  19. Hudson Jr

    28 de março de 2013 - 13:41 - 13:41
    Reply

    Boa Elisangela, quando Renan Calheiros e Henrique alves assumiram suas cadeiras ninguém falou nada, a não ser uma petição online no qual participei. Fora isso nem a imprensa bateu muito. Dois investigados que jamais poderiam ocupar o cargo que ocupam. Fora os mensaleiros que nunca perderam o mandato, uma barbaridade sem fim.
    Agora porque meia dúzia de contrários ao Feliciano e artistas querendo se aparecer ficam fazendo uma uma tempestade, deixem primeiro o cara trabalhar para ver se realmente irá fazer algo de errado para depois protestarem.

    DEVIAM lutar era pela roubalheira que esta está acontecendo com os investimentos na Copa, com a viagem luxuosa da presidente a Roma, com a falta de hospitais e por ai vai.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *