Hiroshi Bogéa On line

Vídeo mostra esquema de corrupção e perseguição entre sindicatos patronais e de trabalhadores rodoviários

Em um vídeo onde constam a data e o horário da filmagem, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários em Empresas de Transportes Coletivos de Passageiros de Belém (Sintrebel), Altair Brandão, e o vice-presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setransbel), Evandro Lima, aparecem em uma negociação para demitir trabalhadores dos sindicatos que provocam mobilizações entre os funcionários de empresas de transporte.

Circulando na Internet desde segunda-feira, 2, o vídeo foi gravado no dia 30 de janeiro deste ano, e  está sendo apontado como prova de um possível esquema de corrupção no setor do transporte público de Belém, com envolvimento de empresas de ônibus coletivos e sindicatos patronal e laboral da classe.

Afirmando que quer “a cabeça dos meus inimigos”,  Brandão propõe que os opositores sejam demitidos.

Cinco minutos depois, às 10h30, após um corte nas imagens, Lima se dirige a outra pessoa, não mostrada no vídeo, e responde “esse já não rodou?” e lembra: “ah, tu não me deste o nome dele. Quem é?”. Depois de informar o nome do rodoviário, o homem não identificado fala que “ele incentiva os trabalhadores a virem para cima do sindicato e a gente tem que fazer ação”.

Ainda no vídeo, momentos depois, às 10h48, após outro corte nas imagens, Lima destaca que a única saída para a solução do problema é a união entre os sindicatos, que ele chama de “fundamental”. Um minuto depois, às 10h49, Brandão orienta os colegas na reunião: “quem tiver assim, que corte a cabeça. Tu sabe (sic) que vem eleição por aí. É sobrevivência, meu filho”. Ele continua às 10h50: “porque o que a gente quer é eliminar esses caras da eleição”.

Assistam.

 

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *