Hiroshi Bogéa On line

Vergonhoso vereador Adelmo volta à cena

 

 

Amanhã, o blog contará o jogo de pressão do vereador eleito Adelmo Azevedo criando dificuldades para funcionamento do Grupo Mateus.

Quem imaginou ser o mesmo Adelmo do Sindicato, acertou!

Também é aquele mesmo que este blog denunciou, quando exercia mandato de vereador, pedindo dinheiro da prefeitura para festejar o próprio aniversário.

Exatamente o mesmo que voltará, dia 1 de janeiro, a exercer mandato na Câmara Municipal, para vergonha de uma cidade  que necessita, urgentemente, livrar-se dessas almas mal-assombradas.

Amanhã, aqui no blog.

Imperdível!

Post de 

11 Comentários

  1. Marcos Antonio

    20 de dezembro de 2013 - 02:14 - 2:14
    Reply

    Bom dia Sr. Adelmo você é uma vergonha como representante de classe dos trabalhadores no comercio a frente do Sindicato crie vergonha em sua cara apresente projetos que beneficiem a classe percebe-se que você caminha na contra mão do desenvolvimento desta cidade.

  2. Administrador

    23 de janeiro de 2013 - 21:19 - 21:19
    Reply

    Nao se pode exigir de um grupo como Mateus os preços baixos o tempo inteiro, sou de Marabá e fui à inauguração sempre sabendo que preços de inauguração são diferentes de preços do dia-a-dia. Os preços estão mais em conta isso não resta duvidas, mas entendo, nós nunca estamos satisfeitos mesmos. Fácil mesmo é cobrar que a mercadoria vendida em acailandia seja do mesmo valor de Marabá , afinal de cobra o custo operacional não deve ser levado em consideração não é mesmo?I

  3. wilson

    17 de dezembro de 2012 - 22:27 - 22:27
    Reply

    Quem compareceu na inauguração do MATEUS em Marabá, ficou animado com os breços baixos. Passados poucos dias ja se percebe o aumento dos preços em várias mercadorias. Do jeito que nvai o MATEUS de marabá será apénas mais um supermercado que vende caro em Marabá. E, eu vou voltar a comprar no MATEUS de Açailandia-Ma, porque lá os preços são menores.

  4. Fco Macedo

    17 de dezembro de 2012 - 19:51 - 19:51
    Reply

    Exatamente Chagas,

    Concordo uma coisa é o desrespeito de uma empresa com as leis trabalhistas, e que precisa do sindicato para defender a classe. A outra, é a atuação do vereador eleito em seu proprio benefício, inclusive utilizando o quiosque em frente ao supermercado Valor na fl 27 ( espaço público) cedido pela prefeitura para explorar bar e festas na snoites de quinta e sexta feiras – já ocorreu vária smortes. E a?? nimguem denuncia isso….

    O Cara o usa o espço que poderia ser utilizado como PM-Box e ainda se elege vereador…

  5. ernane rodrigues

    17 de dezembro de 2012 - 19:44 - 19:44
    Reply

    O que vc pode espera de um kara que pensa que o sindicato e dele,e lamentavel que pessoas enescrupulosa ,farista possa assumi cargo de vereador em marabá.prestando um diserviço ao municipio.

  6. Chagas Filho

    17 de dezembro de 2012 - 19:11 - 19:11
    Reply

    Caro Hiroshi. Tenho uma opinião um pouco diferente da sua em relação a esse caso. Para mim, uma coisa é a atuação de Adelmo na Câmara Municipal, outra coisa é o Grupo Mateus querer “forçar” seus funcionários a trabalharem aos domingos sem lhes pagar a devida hora extra, ferindo a convenção coletiva local. Sei que vc é um jornalista isento e saberá muito bem distinguir as duas coisas.
    Não é porque o Adelmo cometeu erros, que ele vai estar sempre errado. O Grupo Mateus é bem vindo a Marabá. Ninguém tem dúvidas disso. Mas é preciso respeitar os direitos trabalhistas.
    Aquele abraço.

  7. Francisco

    17 de dezembro de 2012 - 19:11 - 19:11
    Reply

    Sei que coisa boa não é vindo do senhor Adelmo, infelizmente ele pra se manter em posição de destaque tem se valido de coisas que muitos ainda dúvida, vou aguardar pra conferir qual foi a M… que esse senhor agora fez.

  8. Bom senso

    17 de dezembro de 2012 - 19:07 - 19:07
    Reply

    com muito respeito aos comentarios gostaria de comentar com moderacao, nao tiro a razao de um nem do outro, mais em relacao ao pedido de dinheiro para festejar seu aniversario, ouvi de fato falar, no entanto nao lhe foi concedido. se parar-mos pra pensar; pelo menos o vereador teve a conciencia de pedir mesmo nao tendo conseguido. agora quantos nao pedem e se apropriam indevidamente por traz dos bastidores com desvios de verbas publicas.
    Em relação as normas trabalhistas nao vejo erros, afinal o vereador como represetante do sindecomar apenas procura aplicar as leis contidas no “CLT” portanto com muito respeito ao amigo Hiroshi e os leitores que comentam esse assunto e bom refletir dentro da democracia.

    Abracos!

  9. Paulo catarino

    17 de dezembro de 2012 - 17:17 - 17:17
    Reply

    Parabeniso o Hiroche pelas alfinetadas (real) que só ele vê e depoias a população tem conhecimento.

    Esse (Vereador) eleito que hora vai assumir significa um retrocesso na politica do municipio e tambem para a classe COMERCIÁRIA que tem um representante desse tipo, sempre e continua procurando se dar bem a custa da classe trabalhadora.
    Esperamos que essa mesma classe enganada possa acordar e pelo menos ler os blogs da nossa cidade para que eles saibam quem os representa.

  10. Juca

    17 de dezembro de 2012 - 16:50 - 16:50
    Reply

    Infelizmente um m**** desse será um dos nossos vereadores ano que vem. Cara q se beneficia de um Sindicato corrupto, que usa os trabalhadores para arrecadar dinheiro para fazer festas “eleitoreiras”.
    Sai prá lá maldição!

  11. Marabá

    17 de dezembro de 2012 - 16:16 - 16:16
    Reply

    João Salame terá que se virar para conseguir aprovar seus projetos, pois a maioria desses vereadores eleitos vão querer sugar o máximo nesta gestão.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *