Hiroshi Bogéa On line

Usimar e Cosipar sem minério

A Companhia Vale do Rio Doce acaba de comunicar oficialmente o corte de fornecimento de minério às guseiras Usimar e Cosipar (Marabá); Fergumar e Simasa (Maranhão) pelo fato das quatro não terem apresentado “informações e documentação suficientes para atestar que operam na mais absoluta conformidade com as leis ambientais e trabalhistas”.
A Companhia decidiu pela rescisão imediata dos contratos. Ou seja, a partir de amanhã as empresas atingidas pela medida não receberão a matéria-prima em seus pátios, encerrando, consequentemente, a produção de ferro gusa.
A CVRD informa também que concedeu prazo de 15 dias para as usinas Simara e Ibérica (Marabá); e para a Itasider e Viena (Maranhão) “apresentarem novos documentos, de forma a
permitir uma análise mais adequada e conclusiva”.

Post de 

6 Comentários

  1. Anonymous

    28 de outubro de 2007 - 18:54 - 18:54
    Reply

    Além das nobres intenções de sustentabilidade das Siderúrgicas, acreditamos que a Vale esta tentando viabilizar economicamente a produção de seu ferro gusa.

  2. Anonymous

    28 de outubro de 2007 - 14:35 - 14:35
    Reply

    Parece que a SIDEPAR esta fornecendo minério de ferro.

  3. Hiroshi Bogéa

    27 de outubro de 2007 - 12:35 - 12:35
    Reply

    Aos comentaristas acima: não concordo com as colocações rasteiras a respeito do empresário. Ele tem seus defeitos, mas tem dado também a sua contribuição com investimentos e bons empreendimentos locais. Peço que se detenham apenas às questões pontuais.

  4. Anonymous

    26 de outubro de 2007 - 10:25 - 10:25
    Reply

    zé forneiro ce tem que ir prá luta , cara! Tire o sindicato dos trabalhadores das mãos dos pelegos!
    Dá-lhe ferro-quente no Demétrio!!

  5. JOSÉ FORNEIRO

    25 de outubro de 2007 - 21:27 - 21:27
    Reply

    Desculpa, por ser funcionário da USIMAR, não posso me identificar pelo comentário acima.

    O sistema lá é bruto.

    Mas nossa indignação com o regime totalitário de administrar a USIMAR, é maior do que a possibilidade de perder meu emprego com o fechamento da usina.

  6. Anonymous

    25 de outubro de 2007 - 21:24 - 21:24
    Reply

    O Demétrio já está colocando à venda, caminhões pipa, de carga e maquinas pesadas que atuam na USIMAR.

    Como não quer e nunca pretendeu reflorestar – e agora parece que mesmo se quizer não poderá – já colocou à venda um minifundio urbano, de sua propriedade, próximo ao KM 06 da PA-150, na entrada do município de Marabá.

    A Diretoria da USIMAR passou toda a tarde de hoje reunida. Não era para menos…

    A Sra. Jane Ladeira, superintendente administrativa da Usina, com toda pompa, voltou às pressas dos Estados Unidos, diante da notícia da CVRD.

    O neo-radialista Demétrios Domingo-Legal Ribeiro parece que precisará entrar de cabeça no ramo da comunicação.

    Ainda bem que na comunicação não há “reflorestamentos”.

    Tenhamos pena dos ouvintes e telespectadores…!!!…!!!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *