Hiroshi Bogéa On line

Unifesspa publica nota lamentando morte de vigilante no interior do Campus

A Unifesspa, por meio de nota, manifestou pesar e solidariedade aos familiares e amigos do vigilante Marcos Antônio Sousa Pinheiro, de 37 anos, que trabalhava na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), e foi encontrado morto na noite desta quarta-feira (29), enquanto cumpria mais uma jornada de trabalho no campus de Santana do Araguaia.

O assassinato do vigilante durante plantão de trabalho consternou a academia.

Ele trabalhava na área de segurança patrimonial da universidade desde 2015, colaborando nos primeiros anos de implantação do Campus no município, e era funcionário da empresa terceirizada Polo Segurança Especializada, contratada pela Unifesspa.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado informou que vai enviar reforços da Polícia Civil de Redenção para auxiliar na investigação do crime.

Integrantes da Administração Superior também viajaram nas primeiras da manhã desta quinta-feira até a cidade de Santana do Araguaia para prestar apoio aos familiares do vigilante, acompanhar o andamento do inquérito e dar suporte à comunidade universitária.

Por conta do assassinato do vigilante, as aulas no campus foram suspensas nesta quinta-feira (30), bem como as habilitações dos candidatos aprovados no Sisu 2020.1. Um novo calendário deverá ser divulgado em breve pela Instituição.

 

A seguir, íntegra da nota da Unifesspa:

 

A Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) vem a público manifestar seu mais profundo pesar e solidariedade aos familiares e amigos do vigilante Marcos Antônio Sousa Pinheiro, de 37 anos, assassinado na noite de ontem (29), durante seu plantão de trabalho no Campus da Unifesspa, em Santana do Araguaia.

Marcos Pinheiro trabalhava na área de segurança patrimonial da universidade desde 2015, colaborando nos primeiros anos de implantação do Campus no município. Ele era funcionário da empresa terceirizada Polo Segurança Especializada, contratada pela Unifesspa.

A comunidade acadêmica do Instituto de Engenharia do Araguaia (IEA) está em luto e as aulas no campus foram suspensas nesta quinta-feira (30), bem como as habilitações dos candidatos aprovados no Sisu 2020.1. Um novo calendário deverá ser divulgado em breve pela Instituição.

Logo após tomar conhecimento do ato criminoso, a Unifesspa entrou em contato com as autoridades policiais competentes e pediu celeridade nas investigações. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado informou que vai enviar reforços da Polícia Civil de Redenção para auxiliar na investigação do crime.

Integrantes da Administração Superior também viajaram nas primeiras horas do dia até a cidade de Santana do Araguaia para prestar apoio aos familiares do vigilante, acompanhar o andamento do inquérito e dar suporte à comunidade universitária.

A Unifesspa reitera o repúdio a todo e qualquer ato de violência e lamenta pela irreparável perda deste importante colaborador para a história da Instituição.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *