Hiroshi Bogéa On line

TIM deixa usuários de Marabá “fora do ar”

 

 

TIM

Usuários de Marabá da operadora TIM  estão sem usar o serviço há três dias.

Quando se consegue uma ligação usando o discador daquela geringonça, é motivo para festejo.

E não aparece ninguém da empresa para esclarecer o que está havendo.

Pior: você aciona a Anatel para denunciar a operadora, e não consegue, também, interlocução com o outro lado da linha.

O jeito é levar a reclamação a Dom Vital Corbellin, novo bispo de Marabá.

Post de 

9 Comentários

  1. Juca

    17 de dezembro de 2012 - 22:51 - 22:51
    Reply

    No blog altamira hoje.
    Desde o último sábado (15/12), usuários da telefonia móvel da operadora TIM em Altamira, Oeste do Pará, estão sem poder usar os serviços de ligação e dados por conta de uma possível falha no sistema. Na maioria dos aparelhos, no momento de uma ligação aparece a frase, falha na rede, usuários que entraram em contato com a prestadora do serviço informaram que foram dados 4 prazos entre sábado e domingo, porém, ainda nesta segunda-feira, usuários reclamavam o problema.
    “Liguei várias vezes pra eles, a única coisa que fizeram foi dar prazos e mais prazos, estou sem rede no celular, e ninguém resolve meu problema” Disse Fenando Fernandes.
    Tentamos contato pelo call center, via e-mail e por SMS com a prestadora de serviço, em todos os canais de atendimento, fomos informados que o serviço estava normal.
    OPINIÃO: Acredito que, normal para a prestadora de serviço é deixar os clientes na mão aliás sem rede, e mesmo assim pagando pela conta de um serviço que funciona com precariedade, ou as vezes nem funciona, como em Altamira, o pior é que os altamirenses, se quer, podem reclamar desses e outros problemas com as operadoras, já que não há unidade do PROCON na cidade, a melhor coisa a fazer mesmo, é busca uma outra operadora.

  2. CICERO MACEDO

    17 de dezembro de 2012 - 17:25 - 17:25
    Reply

    Entrei em contato hoje com o canal de atendimento do cliente da Timganei.
    Reclamei do serviço e pedi ressarcimento dos créditos que tenho gastado à toa, vez que sou cliente infinity e cada ligação só está durando 1 minuto, na melhor das hipóteses.
    Se não me ressarcirem, entro em contato com a ANATEL e depois vou pro Juizado Especial, é pouco, mas meu dinheiro é suado…

    • Hiroshi Bogéa

      17 de dezembro de 2012 - 18:10 - 18:10
      Reply

      Cicero, você estará exercendo seu papel de cidadania, agindo dessa forma. Denuncie, grite, coloque a operadora na parede. Se todos fizerem asism como você, a anarquia pelo menos diminui.

  3. Juca

    17 de dezembro de 2012 - 16:58 - 16:58
    Reply

    A operadora TIM ou melhor a ENGANADORA,
    enganou “idiotas” como eu, que escolheram esta porcaria achando que seria vantagem pois os “belos planos” dariam para falar até com os corintianos em tokyo…
    Pobre ilusão!
    Essa empresa que tanto investe em mídia esquece que os atrativos trazem clientes, clientes geram demandas e as demandas investimentos em cobertura!
    A cobertura da tim está igual as rodovias do Pará. Só buracos!
    O “Governo” do Pará poderia entrar em um acordo e estatiza-lá!
    Iria funcionar tão bem quanto a CELPA e a COSAMPA!
    Acaba não mundão…

  4. virgilino camargos

    17 de dezembro de 2012 - 14:44 - 14:44
    Reply

    Timmmmmmmmmm Enganaram Agora e Tarde.

  5. Hudson

    17 de dezembro de 2012 - 12:01 - 12:01
    Reply

    é por isso que eu já estou na VIVO. A Tim só pré-pago pra fazer ligação de tim p/ tim.

  6. Wilson

    17 de dezembro de 2012 - 10:19 - 10:19
    Reply

    Em Tucuruí acontece a mesma coisa ha mais de uma semana. É uma vergo9nha esta tal de ANATEL!!!!!!!!

  7. J Junior

    17 de dezembro de 2012 - 09:49 - 9:49
    Reply

    Em Eldorado e Parauapebas está na mesma!!! Já são uns 4 ou 5 dias sem o serviço.

  8. Dario dos Anjos

    17 de dezembro de 2012 - 08:31 - 8:31
    Reply

    Essa TIM tá assim no país inteiro, Isso é uma vergonha! como diria aquele infeliz “jornalista” fã de gari.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *