Hiroshi Bogéa On line

Seagri inaugura viveiro para produzir mais de um milhão de mudas em parceria com ICMBio e Vale

Seagri 6

 

Jorge Bichara, secretário de Agricultura, descerra placa ao lado de dirigentes dado ICMbio e Vale
Jorge Bichara, secretário de Agricultura, descerra placa ao lado de dirigentes dado ICMbio e Vale

Com informação  dos repórteres João Batista e Fabiane  Barbosa:

O secretário de Agricultura de Marabá, Jorge Bichara, inaugurou nesta quarta-feira, 16, um viveiro que produzirá mais de um milhão de mudas.

A estrutura foi construída em parceria com o Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMBio) e com a Vale, que cumpriu com as condicionantes do Projeto Salobo.

O viveiro foi construído com mão de obra cedida pela prefeitura na área de fundo da Seagri e o investimento foi feito pela Vale. O ICMBio deve acompanhar o processo de cultivo e distribuição das mudas pela secretaria, que também recebeu duas caminhonetes.

O objetivo é produzir mudas que serão utilizadas no reflorestamento de áreas degradadas por ocasião da instalação de grandes projetos da Vale, além de recomposição da mata ciliar do Rio Itacaiúnas, em Marabá.

“O viveiro é extremamente importante porque ele vai servir de base de incentivo para todos os projetos conservacionistas no entorno e na região”, explicou André Macedo, gestor da Floresta Nacional Tapirapé-Aquiri, administrada pelo ICMBio.

De acordo com Milton França, coordenador do viveiro da Seagri, este vai produzir basicamente mudas de açaí, castanha-do-pará, banana e cupuaçu, entre outras essências. Porém, os diversos parceiros deverão sugerir outras culturas, como cacau, cítricos, café e outras permanentes.

Seagri 5

Seagri

 

Quanto à mão de obra empregada no empreendimento, o viveiro absorve hoje 20 pessoas, mas, de acordo com seu desenvolvimento pode vir a gerar milhares de postos de trabalho.

Um milhão de mudas, ainda conforme Milton França, é suficiente para preencher 3,6 mil hectares.

Cada hectare pode absorver até três trabalhadores, o que resulta em mais de 9 mil empregos futuramente. “Agora, se pensarmos em frutíferas como a banana, cupu e açaí, a cadeia de produção terá incontáveis empregos, que vão da coleta à venda dos derivados”, observa ele.

A cerimônia de inauguração contou com a presença de diversas autoridades e representantes de agricultores. Uma novidade no cultivo dessas mudas é que elas não serão plantadas em saquinhos, mas passarão a ser cultivadas em tubetes de plástico, que, além de serem mais baratos, facilitam o transporte das mudas.

O viveiro deve beneficiar pequenos produtores rurais com a liberação de mudas frutíferas, além de estudantes da Universidade Estadual do Pará (Uepa) e de pesquisadores da área.

A Seagri recebeu também duas camionetes zero quilômetro.
A Seagri recebeu também duas camionetes zero quilômetro.
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *