Hiroshi Bogéa On line

Sangue novo

A gerência regional do Sul do Pará do Ibama está sob a responsabilidade de um jovem idealista que tem tudo para fazer um bom trabalho, desde que seus superiores ofereçam estrutura e apoio político para enfrentamento de broncas que virão a partir de 2 de novembro quando o órgão precisa cobrir longa área do Tocantins para manter a Piracema respeitada.
Léo Bento já tem em mãos mapeamento das áreas onde pescadores inescrupulosos atuam com mais vigor colocando em risco o período de desova dos peixes. É bem provável que ele implante uma base fixa do Ibama para distribuir seus agentes por todo o Lago de Tucuruí, única medida prática capaz de manter o instituto atuando com eficiência naquela imensa área.

Post de 

2 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    24 de outubro de 2007 - 00:29 - 0:29
    Reply

    Eu ja denunciei no Diário do Pará essa “novidade” aí do lago, Anonimo 1:45PM. É um dos crimes mais bárbaros que estao praticando sem que haja uma açao à altura dos governos.

  2. Anonymous

    23 de outubro de 2007 - 16:45 - 16:45
    Reply

    Agora mesmo no Lago de Tucurui estão “pescando” tucunaré com o uso de pistolas lançadoras de arpão. Maior crime que se pratica contra o ecossistema sem que o Ibama faça nada para impedir. Esse orgão se fosse fechado, nenhuma falta faria.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *