Hiroshi Bogéa On line

Retrato falado: essa mulher pode ser a pessoa que vem tentando sequestrar crianças em Belém

Técnicos da Segup conseguiram visualizar o retrato falado de uma mulher que pode ser aquela que vem tentando sequestrar crianças em Belém.

O  retrato falado da suspeita foi divulgado pela Polícia Civil.

Inicialmente, duas  mães denunciaram uma tentativa de sequestro de seus filhos.

Em duas denúncias,  detalhe em comum: o crime seria cometido por uma mulher dentro de um carro, portando uma seringa.

Os crimes já estão sendo apurados pelas equipes das seccionais locais, vinculadas à Diretoria de Polícia Metropolitana.

Em depoimento, as vítimas contaram que foram abordadas por uma mulher loira, de estatura mediana.

As equipes da Polícia Civil continuam em busca de testemunhas e realizam diligências para localizar imagens de circuito de segurança que registraram os fatos.

“Várias diligências já foram realizadas e depoimentos colhidos. A partir daí pudemos fazer o exame específico, que nos possibilitou produzir a imagem da pessoa suspeita. A divulgação da imagem é de extrema importância para que possamos localizar e prender esta mulher. Quem tiver informações, basta ligar para o Disque Denúncia, 181”, enfatizou o delegado-geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira.

As denúncias

As vítimas prestaram depoimento e as equipes das seccionais estão em operação para localizar imagens de circuito de segurança que registraram os fatos.

Em depoimento publicado em sua conta no Facebook, Juliana Monteiro contou que na manhã de hoje, após sair de um posto de saúde com sua filha, um carro se aproximou e uma mulher exigiu que entregasse a filha.

Juliana afirma que a mulher estava com uma seringa na mão e a ameaçou dizendo que a infectaria com o conteúdo do objeto.

“Minha reação no momento foi pegar minha filha do carrinho e sair correndo pedindo socorro. Eles fugiram no carro. Eu estou trêmula até agora só de pensar no que poderia ter acontecido, graças a Deus o pior não aconteceu. Mães fiquem mais atentas, infelizmente agora somos refém do todo e qualquer tipo de pessoas más”, desabafou. (Com informação compartilhada do site Roma)

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *