Hiroshi Bogéa On line

R$ 185 milhões são bloqueados nas contas dos responsáveis pela derrubada da ponte do rio Moju

A Justiça decretou o bloqueio de R$ 185 milhões das contas dos responsáveis pelo acidente que derrubou parte da Ponte do Rio Moju.

O bloqueio atinge a Biopalma (do grupo Vale, que vendia a carga), a Jari (que comprava a carga), CJ da Cunha, IC Bio Fontes, Agregue e Kelly Oliveira.

Anúncio do bloqueio foi feito pelo governador Helder Barbalho em sua conta no Twitter.

 

Agora à tarde, o governador Helder Barbalho (MDB) anunciou, que está encerrada a busca por possíveis vítimas do acidente, que derrubou parte da ponte sobre o rio Moju.

Em coletiva de imprensa neste momento, na sede do Corpo de Bombeiros, o governador explica que os depoimentos das duas pessoas, que afirmaram que dois carros caíram no rio, após a balsa ter batido nos pilares da ponte, na madrugada do sábado, 6, não condizem com a realidade dos fatos.

“O protocolo da Marinha prevê buscas durante cinco dias. Nós já concluímos todos os estudos no que diz respeito à retirada de todos os escombros” ressalta Helder Barbalho.

Segundo o governador, a principal meta do governo agora é retirar os escombros do pilar principal da ponte para fazer a reconstrução. Mas, segundo Helder, o Estado está aguardando equipamentos que estão vindo de outros estados e países para começar a executar a obra.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *