Hiroshi Bogéa On line

Programa eleitoral com tradutora de Libras repercute nas redes sociais

Dos quatro programas eleitorais exibidos na TV de Marabá, apenas o da Coligação “Certeza de um Novo Tempo”, que tem o médico Jorge Bichara candidato a prefeito, está sendo editado com tradução de Libras.

A inclusão de uma tradutora de Libras (Língua Brasileira de Sinais) nos programas do candidato a prefeito ganhou ampla repercussão nas redes sociais, principalmente entre surdos e mudos, que têm compartilhados no Facebook, Whatsapp e Twitter,  mensagens de exaltação ao recurso de comunicação gestual.

Centenas de perfis, principalmente assinados por  usuários do idioma libra, satisfeitos por terem a possibilidade de entender o que o candidato do PV, Dr. Jorge Bichara, expressa aos eleitores, comemoram a ferramenta empregada.

Os demais candidatos, de passagem, receberam críticas por não adotarem a língua de sinais.

Vejam abaixo alguns prints retirados de FB e grupos de Whatsapp, comemorando um procedimento que deveria ser seguido por todos os demais candidatos.

Observem a linguagem dos comentaristas, maioria surdos e mudos:

 

libras

libras-2

 

libras-3

libras-4

A coordenação do marketing da Coligação “Certeza de um Novo Tempo” conta que, dois dias antes de iniciar o período de propaganda na TV (26 de agosto), recebeu apelo do candidato Jorge Bichara para ter um tradutor de Libras, em seus programas e comerciais.

Com a imagem reduzida a uma janelinha no canto da tela, Bianca Nascimento – intérprete e tradutora de Libras –  passou a incorporar, também, a edição dos programas majoritários da coligação.

– ” Eu sou o ouvido dos surdos, razão maior da minha responsabilidade passar todos os  detalhes das falas dos programas, do doutor Jorge, candidato a prefeito quer respeita os deficientes e fez todo um esforço para que houvesse tradução do idioma”,  explica Bianca, respondendo ao blog.

 

Surdos e mudos, numa sociedade que dá pouco valor para a inclusão de deficientes, se deparam diariamente com barreiras comunicacionais, principalmente nos programas de televisão.

Para solucionar este problema,  o Decreto 5626/2005, que regulamenta e obriga a inclusão dos surdos na sociedade por garantir-lhes o direito ao atendimento prioritário em sua língua nas principais esferas sociais (educação, saúde e os diversos setores do poder público, raramente é cumprido.

bianca-2

Nem na maioria dos programas da propaganda eleitoral, como pode ser comprovado aqui mesmo em Marabá.

A transmissão de informações é feita por profissionais habilitados, oficialmente reconhecidos como tradutores/interpretes de Libras,  ao passo que o ensino e difusão da língua é feita por docentes ou instrutores devidamente certificados pelo MEC.

Bianca decidiu fazer o curso completo de Libras na  Universidade Vale do Acaraú, em Belém, para ajudar sua irmã Beatriz, surda e muda.

“Eu ia diariamente para a escola de minha irmã, acompanhando-a, até ela completar o ensino médio, com objetivo de saber tudo o que os professores transmitiam a ela. Em casa, eu a ajudava  fazer seus afazeres escolares, orientando-a em todas as matérias. Nesse período, quando ela finalmente entrou na Universidade, decidi fazer o curso de libras”, conta a tradutora.

Desenvolta para falar do trabalho que domina, Bianca passou a ser a “estrela” da campanha, junto ao público alvo, a comunidade de surdos e mudos.

Num dos posts de agradecimento aos elogios registrados nas redes sociais, Bianca publicou a seguinte mensagem:

                         – Muito feliz pela oportunidade de mostrar meu trabalho e pelo reconhecimento… Fico também extremamente orgulha de saber que a inclusão da LIBRAS esta sendo levada a sério e que pessoas com surdez (como minha irmã Beatriz) terão conhecimento do que está sendo passado. As gravações vão até o mês de setembro. Até la, bola pra frente que ainda tem muito pra se fazer.

Diariamente, ele recebe ,mensagens de agradecimentos, incentivos e o reconhecimento pela atividade que desenvolve à perfeição.  (Eliane Gomes)

bianca
Bianca gravando no estúdio para o programa da Coligação “Certeza de um Novo Tempo”

 

 

Post de 

1 Comentário

  1. John Silva

    16 de setembro de 2016 - 10:42 - 10:42
    Reply

    Parabéns ao Dr. Jorge e à cantora Celene…de vcs eu não esperava outra coisa. Bela mostra de respeito à essa minoria. Inclusão teria que ser a palavra nesse país das igualdades, infelizmente!
    Parabéns…bela iniciativa. Enquanto isso nos outros programas eleitorais…Deus tá vendo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *