Hiroshi Bogéa On line

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DA FLORESTA TAPIRAPÉ AQUIRI INICIA CICLO DE CAPACITAÇÃO

O processo seletivo para voluntariado da Floresta Nacional do Tapirapé Aquiri selecionou por meio do edital 001/2017 um grupo de 35 candidatos a monitores voluntários para atuação do mosaico de unidades de conservação de Carajás.

A grande procura demonstrou para a gestão da Unidade o nível de abrangência elevado ao qual o programa atingiu. Aproximadamente 200 inscrições foram recebidas, dentre as quais houve representatividade de diversos setores da sociedade local, regional, nacional e internacional.

A segunda etapa da seletiva tratou – se do módulo teórico de capacitação, realizada nos dias 03, 04 e 05.05.2017, onde os cursistas tiveram a oportunidade receber uma rica gama de informações por parte da Gestão da Flona Tapirapé Aquiri e equipe, Núcleo de Educação Ambiental da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará – Unifesspa, analistas do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará, especialistas da Fundação Casa da Cultura de Marabá e corpo de bombeiros militar.

Entre a pauta do referido módulo esteve o Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC, Arqueologia, espeleologia e especificidades do Mosaico Carajás, educação como instrumento de gestão ambiental, ecoturismo, primeiros socorros e salvamento. A atuação do ICMBio frente à gestão das unidades foi pauta central, efetuando – se ainda um trabalho de sensibilização que servirá de embasamento para a atuação dos futuros educadores ambientais, objetivo precípuo do programa.

A etapa foi concluída com êxito, estando o módulo prático a ser realizado em meados do mês de junho do corrente ano. Na oportunidade a turma será levada a conhecer o interior das unidades e os principais roteiros de visitação aos quais estarão guiando estudantes e a sociedade como um todo. Além de tal atividade, a turma passará ainda por curso de sobrevivência e resgate em selva, o que garantirá maior nível de preparo dos monitores, fator essencial para a execução das atividades dentro de padrões harmônicos de aprendizado e segurança dos envolvidos.

Os monitores voluntários vão atuar como condutores em visitas guiadas saindo dos municípios vizinhos para o interior das UC’s de Carajás. André Macedo, Gestor Da FLONA destaca que as visitas ocorrerão dentro de uma perspectiva de Educação Ambiental Critica, onde os visitantes terão a oportunidade de obter conhecimento sobre o contexto histórico-cultural e ambiental no qual as unidades estão inseridas. Além da condução da turma, os voluntários ainda vão apoiar as atividades de divulgação e gestão participativa. As atividades desenvolvidas dentro do programa de voluntariado tem contribuído sobremaneira para o fortalecimento da marca no ICMBio e das unidades de conservação perante a sociedade local nos municípios da região, o que tem possibilitado a ampliação das parcerias já existentes e o envolvimento dos principais atores locais com a conservação da biodiversidade.

O Curso teórico foi encerrado no dia 05 de maio (fotos), data muito representativa, na qual três das Unidades de Conservação do Mosaico de Carajás completam 25 anos: Floresta Nacional do Tapirapé-Aquiri, Reserva Biológica do Tapirapé, Área de Proteção Ambiental do Igarapé Gelado. Para não deixar passar batido esse importante momento, os participantes do curso e gestores das UC’s se confraternizaram ao fim das atividades, com direito a bolo de aniversário.

 

            Texto e fotos: Glenda Quirino

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *