Hiroshi Bogéa On line

Prefeito assina Ordem de Serviço da Praça do km 07

 

No final da tarde desta sexta-feira, 24, em solenidade, o prefeito João Salame assinou a ordem de serviço para a construção da praça de esportes cultura e lazer no Km 07.

A obra, estimada em 1.613.000,00, contempla quatro bairros periféricos de Marabá: Km 07, Alzira Mutran, Nossa Senhora Aparecida e bairro Araguaia.

O espaço de 3000 m² contará com uma quadra poliesportiva coberta, dois blocos que abrigará sala de cinema, auditório, sala de informática, biblioteca e o Centro de Referencia de Assistência Social (Cras), além de uma rampa para skate e playground.

Prevista construção em tempo recorde, a obra deve iniciar na próxima segunda, 27, e ser concluída até o final de julho deste mesmo ano.

Espaço em que a praça será construída

 

A obra representa uma grande conquista para os moradores do bairro km07, e também moradores dos bairros vizinhos, que não contam com nenhum lugar destinado a esporte e lazer em suas comunidades.

O blog ouviu Jeania dos Santos, moradora, que foi presidente da associação de moradores do km 07 por seis anos, que falou um pouco dessa conquista para sua comunidade. “O km 07 merece essa praça, esse espaço de lazer é um sonho antigo de muitos moradores. Além de um lugar para diversão o espaço será também um ambiente de trabalho, contando também com esporte e cultura. Será um espaço de socialização não só dos moradores do km 07, mas também dos bairros vizinhos.”

“há 28 anos moro aqui, nosso bairro precisa de desenvolvimento. Essa praça será muito importante porque está sendo feita em um local deserto, já sofremos muito com assaltos. Não temos nenhum espaço de lazer, o que temos é esse (local onde será construída a praça), mas sem estrutura nenhuma. Nossas crianças precisam de espaço para brincar.” Relatou a moradora Inara.

 

——————

Atualização 22:15

 

João Salame assina OS da Praça do KM7

Os bairros diretamente beneficiados pela obra foram constituídos a partir de ocupações promovidas ao longo dos anos e sempre ignorados pelas administrações passadas. Ainda em sua campanha, Salame garantia que as suas obras de maior importância começariam sempre por lugares como esses e vem cumprindo o prometido.

“Afirmei durante a campanha que começaríamos nossas obras sempre pela periferia, dando atenção aos que mais precisam e sempre foram esquecidos. Por isso, estou muito feliz em assinar esta ordem de serviço aqui, no KM7, junto com essas lideranças e o povo que mora nesses quatro bairros”, disse Salame.

Além da praça, orçada em mais de R$ 1,6 milhão, os bairros daquela região deverão receber ainda outras obras significativas. No N.S.Aparecida, uma moderna escola foi concluída e aguarda apenas a instalação do sistema de refrigeração para ser inaugurada; um núcleo de educação infantil e uma feira estão previstos para a região e, através de negociação com a mineradora Vale, Salame pretende asfaltar grande parte dos bairros Araguaia, N.S.Aparecida, Alzira Mutran, KM7 e São Félix Pioneiro.

Com escola, praça, creche, feira e asfalto, Salame tornará, em quatro anos, a região, antes marcada pela violência e pela precariedade, em uma das melhores para morar em Marabá.

Greve na Educação – Durante seu discurso, Salame comentou a anunciada greve de professores. Segundo ele, diversas medidas foram tomadas para garantir o pagamento do Piso Salarial dos docentes, além de todos os salários e benefícios que a gestão anterior deixou em atraso. O prefeito lembrou que sempre manteve um canal aberto de negociação com a categoria e que, infelizmente, a partir de 2012, uma lei municipal vem contemplando um pequeno grupo da Educação com salários e gratificações muito elevadas que desequilibraram as contas da Semed. Salame se referia aos cerca de 250 professores com mestrado e doutorado que recebem entre 100% e 150% a título de gratificação. A Prefeitura vem complementando os valores do Fundeb e para este ano estima-se que serão gastos mais de R$ 30 milhões dos recursos próprios do Município apenas para pagar a folha de pessoal da Semed.

“É importante remunerar bem os professores, mas gratificações como estas, que favorecem apenas um pequeno grupo de pessoas, estão comprometendo outras áreas também importantes para toda a sociedade. Para complementar a folha da Semed estamos tirando dinheiro que poderiam ser investidos em novas escolas, na melhoria da Saúde, no asfaltamento da cidade e em tantos outros serviços importantes “, disse Salame ao apelar para o bom senso dos professores no sentido que na próxima segunda-feira (27), comecem de forma efetiva o ano letivo e não penalizem os alunos e seus pais. 

 

 Com informação da ASCOM-PMM

 

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *