Hiroshi Bogéa On line

Ponte Rio Moju já está religada e pronta para a fase de concretagem

Quem informa é a jornalista Kátia Aguiar, da Setran:

 

O  governador do Pará, Helder Barbalho, participou nesta segunda-feira (13) da colocação da última aduela de ligação na ponte Rio Moju, que integra o complexo da Alça Viária.

Agora, a ponte – que está sendo reconstruída – entrará na fase de concretagem da laje (pista da ponte).

Composta por dez pares de aduelas, mais uma de ligação, a colocação da parte final de 2 metros, conhecida por fecho, consolidou a união dos trechos remanescentes do desabamento da ponte.

Desta forma, o tabuleiro está concluído, com 268 metros de comprimento, ligando os pilares AP6 ao AP11.

“Com essa última parte agora instalada, entramos na etapa final de concretagem das lajes de solidarização do tabuleiro, onde em seguida serão realizados os testes de carga com veículos pesados trafegando em velocidade. Somente após será feita a pavimentação, para que estejamos garantindo que ainda no mês de janeiro esta ponte seja entregue à população, restabelecendo o fluxo de veículos da Alça Viária, trazendo à normalidade para as pessoas que necessitam deste importante acesso de interligação do nosso Estado”, destacou o governador Helder Barbalho.

Cerca de 1 milhão de pessoas utilizam por mês o corredor da Alça Viária, que faz parte da Rodovia PA-483.

O governador Helder Barbalho, e demais integrantes da equipe de governo ao lado de operários da obra

Com o fechamento dos dois vãos e a instalação de todos os 40 estais (cabos de aço), faltam agora apenas serviços de montagem de guarda-corpo e finalização da sinalização rodoviária horizontal e vertical na ponte.

Compromisso – Segundo o secretário de Estado de Transportes, Pádua Andrade, a entrega da obra no prazo máximo de sete meses atende a um compromisso assumido pelo governador Helder Barbalho.

“É uma obra complexa, que nós estamos 24 horas focados em cumprir o cronograma, com a solução de engenharia para a reabilitação da Alça Viária, e assim atender às exigências de navegação da região, com a construção de um trecho estaiado de 268 m de comprimento, com um mastro central que suporta o tabuleiro com 40 cabos estais, com cordoalhas de aço de alto desempenho”, informou.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *