Hiroshi Bogéa On line

Pega leve

A direção do MST precisa esclarecer à sua militância enfurecida que repórteres não são jagunços de fazendas e nem animais ariscos para serem enxotados do palco de suas invasões. A retenção por gente do MST de uma equipe do Correio do Tocantins, na fazenda Maria Bonita, mostra o quanto alguns integrantes do movimento, a cada dia, nutrem ódio pelo mundo externo ao seu status quo.

Que nem raivosos rebeldes tribais africanos.

Post de 

4 Comentários

  1. COORDENAÇÃO DOS EDUCADORES DO SUL E SUDESTE DO PARÁ

    3 de agosto de 2008 - 20:39 - 20:39
    Reply

    EM DEFESA DA IMPRENSA LIVRE

    Caro Hiroshy: É com muito respeito que venho em defesa de tudo que é licito, num país onde tudo ocorre de forma e maneira que só tende a prejudicar a maioria do povo que acorda cedo para cuidar de seus afazeres no que tange a sobrevivência diaria e em defesa de sua própria vida.A forma com que foi tratada a equipe de “jornalistas” do correio do Tocantis. Me parece para aquela situação a mais adequada. Veja bem.
    A forma que essa equipe de jornalista tem tratado o MST é merecedora de todo o repúdio, pois tem se colocado a “serviço” de Grupos ligados a matadores de Lideranças de movimentos sociais importantes a vida politica e social de nosso povo. Gruos que matm sem nenhum respeito pela pessoa humana. Sabemos que os movimentos ás vezez quebram algumas regras convencionadas pelo sistema burgues, e isso é fato.Propomos então que a imprensa seja verdadeiramente L I V R E. sem tubos de ensaios para enganar o Cidadão que já não tem direito a Saúde, educação, moradia, lazer etc. etc. etc.
    Por uma imprensa a favor da maioria.
    Coordenação dos educadores do Sul e Sudeste do Pará (Em processo de organização)
    Assina a Coordenação Provisória

  2. Anonymous

    30 de julho de 2008 - 12:05 - 12:05
    Reply

    Como você agiria se alguém que sempre fala mal de você quisesse entrar em sua casa. Talvêz você nada fizesse tentando mostrar que você não é aquilo que ele fala correndo o risco dele fingir importância ao que lhe é mostrado e cravar-lhe, logo em seguida, o punhal traiçoeiro do mal jornalista. Isto porque o jornalismo não é isento nem de posições político-idealistas nem de malcaratismo.
    Ricardo CL

  3. Anonymous

    28 de julho de 2008 - 14:14 - 14:14
    Reply

    O MST hoje representa o que de mais puro existe na resistencia contra aquilo que representa a opressao da oligarquia que quer manter o povo nos grilhoes da escravidao.Oligarquia esta que na maioria das vezes com o poder de jaguncos expulsava o campones de sua terra e com a ajuda de politicos e cartórios desonestos tomavam posse da terra.
    O ocorrido com os jornalistas foi um ato isolado de alguns menbros e nao faz parte de orientacoes da direcao do movimento.
    Bandidos sao aqueles que se apossaram de terras publicas e atraves de falcatruas enriqueceram com a miséria do povo.

  4. Reinaldo.

    28 de julho de 2008 - 02:09 - 2:09
    Reply

    O MST é um grupo terrorista, tanto quanto as Farc’s e os extremistas islâmicos. É impressionante como algumas pesseoas acham isso legal. São pessoas que não respeitam o estado de direito, não respeitam as leis democráticas que todo cidadão de bem respeita, cometem os crimes mais bárbaros e o Lula fica só olhando, não tem moral para reprimir esse grupo de bandidos que tornam a socieddade refém de seus interesses. Abaixo o PT, o MST e tudo de ruim que esse grupo de BANDIDOS representa…

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *