Hiroshi Bogéa On line

No Pará, caminhoneiros prometem continuar greve mesmo diante da ameaça de intervenção federal

Líder da greve dos caminhoneiros nas estradas do Pará, Davi Chaves assegura que o movimento vai continuar, mesmo depois do anúncio do presidente Michel Temer, agora no começo desta tarde, de que vai usar as forças federais para desobstruir as estradas interditadas pelo país.

Davi garante que não vão voltar ao trabalho, sem que antes o presidente aceite se reunir com a categoria. “Vamos colocar nossos caminhões nas margens das rodovias, nos postos de combustíveis e vamos pras nossas casas. Quero ver quem vai transportar este combustível  e outros produtos pelo país?”, informa líder dos caminhoneiros.

Davi afirma que o presidente reuniu com representantes de sindicatos que a categoria desconhece e que não há credibilidade alguma no acordo feito nesta reunião, em Brasília. “Quero ver ele (o presidente) transportar os produtos, liberar o combustível, fazer tudo que fazemos”, complementa.

Após o pronunciamento de Michel Temer, os caminhoneiros estão reunidos nos pontos de manifestação no Pará em reunião, sobre o próximo passo da categoria, a partir de agora.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *