Hiroshi Bogéa On line

“Maria da Penha” nele!

 

JordyNos últimos tempos, a vida do deputado federal Arnaldo Jordy (PPS) tem trafegado mais pelas páginas policiais do que nos espaços da política.

Depois de ter sido acusado de pressionar a namorar a fazer aborto, agora o rapaz tem seu nome registrado em BO de uma delegacia de polícia de Belém, apontado por  agredir  Josiane Ferreira da Rosa, mãe de um dos filhos do deputado federal.

Mais propriamente na Delegacia da Mulher, no bairro do Marco, em Belém,  a moça  assinou a ocorrência garantindo a agressão, depois de um quiprocó no gabinete do parlamentar.

Dizendo-se doente, a mãe do filho de  Jordy contou  que foi procurá-lo, em busca de ajuda financeira, quando teria sido empurrada contra a parede  e ter o braço apertado raivosamente pelo moço.

Segundo informação do portal DOL,   a assessoria de imprensa do deputado confirmou que Josiane esteve em seu  gabinete e disse que foram ouvidos gritos da jovem, mas negou que ela tenha sofrido qualquer agressão.

Em maio de 2012, o deputado Arnaldo Jordy foi acusado de ter mandado Josiane fazer um aborto. Um áudio em que mostrava a voz do deputado pedindo para que a moça cometesse o ato foi divulgado na internet.
Na época, Jordy disse que teve um breve relacionamento com Josiane e reconheceu a voz dele em determinados trechos da conversa, mas negou que tivesse sugerido para que sua ex-parceira fizesse o procedimento.

Detalhe: O deputado é aquele mesmo que se diz a voz da ética e da luta contra as injustiças.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *