Hiroshi Bogéa On line

Mandante da morte da líder rural já está preso

Mais uma ação positiva a ser creditada ao comando do delegado-geral de Polícia Civil, Alberto Teixeira.

A Polícia Civil efetuou a prisão de Fernando Ferreira Rosa Filho, 43 anos, identificado por uma força-tarefa como o mandante de seis homicídios ocorridos na zona rural do município de Baião, no nordeste paraense.

Ele é o dono da fazenda onde três funcionários foram mortos – o casal de caseiros e um tratorista – e tiveram seus corpos queimados no último dia 24.

A fazenda fica a 14 quilômetros do assentamento Salvador Allende, onde também foram mortos, no início da madrugada do dia 22, o maranhense Claudionor Amaro Costa da Silva, 43 anos, e sua esposa, Dilma Ferreira Silva, 45 anos, coordenadora regional do Movimento de Atingidos por Barragens (MAB) em Tucuruí, além de Milton Lopes, 38 anos, que trabalhava para o casal.

O fazendeiro foi preso pela equipe policial enviada ao município de Baião após representação judicial.

Os quatro homens apontados como executores das seis mortes Continuam foragidos, mas, já estão com mandados de prisão decretados pela Justiça.

Eles foram identificados como os irmãos Glaucimar Francisco, Alan, Marlon e Cosme Francisco Alves.

As investigações que levaram à prisão do mandante e identificação dos executores são resultado de uma força-tarefa da Polícia Civil enviada à região de Baião para investigar as mortes ocorridas no assentamento e também na fazenda onde três corpos carbonizados foram encontrados.

Os locais ficam a apenas 14 quilômetros de distância um do outro.

Marlon Alves continua foragido. Ele e mais três irmãos foram identificados como executores dos seis assassinatos (Ascom Polícia Civil)

 

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *