Hiroshi Bogéa On line

Isolamento social é reforçado em Marituba com barreiras

Com uma taxa de isolamento de 53%, uma das melhores da Região Metropolitana de Belém, Marituba reforça as medidas de fiscalização para evitar o aumento no número de infectados pelo novo coronavírus no município, que já chega a 224 casos confirmados, com 171 pacientes em tratamento, 16 óbitos e 36 curados. Segundo dados da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Mobilidade Urbana (Segmob), desde que entrou em vigor o decreto de lockdown no último domingo (10), a Operação Barreira já efetuou mais de 15 multas e fechou mais de 30 estabelecimentos comerciais.

Como parte de um trabalho integrado com a Diretoria Municipal de Trânsito (Diretran), Policia Militar e Corpo de Bombeiros, a Segmob, por meio da Guarda Civil Municipal, está todos os dias nas ruas e bairros de Marituba para orientar e fiscalizar a população que insiste em sair às ruas, em meio ao pico da pandemia no Pará.

“Nós pretendemos alcançar uma taxa de isolamento de 70%, que é o esperado pelos dez municípios que assinaram o decreto estadual. No entanto, a dificuldade maior é a conscientização do povo. Por isso, precisamos da colaboração de todos para o alcance desse objetivo”, apelou o secretário Ádamo Silva, ao enfatizar que a Guarda Civil Municipal vem realizando um trabalho árduo e diário de combate ao coronavírus, orientando a população para cumprir o decreto estadual, evitando saídas desnecessárias nesse momento.

A Operação Barreira, da Prefeitura de Marituba, atua na fiscalização de vários bairros de Marituba e residenciais. A missão é executada por 15 guardas municipais, sete agentes de trânsito, 20 policiais militares e seis bombeiros militares, em três viaturas e quatro motos da Guarda Municipal, duas viaturas da Polícia Militar e duas viaturas da Diretran.

A operação já recebeu 176 denúncias por mensagens de Whatsapp do disque denúncia (91 98216-7796) e abordou mais de 300 pessoas que circulavam pelas ruas de Marituba de domingo (10) até terça-feira (13). Entre as principais autuações está o não cumprimento ao uso de máscara. Também será passível de infração, como informa Ádamo Silva, o cidadão que não justificar o traslado.

“Se ele (o cidadão) não está indo ao supermercado, farmácia, trabalho e ao banco fazer a retirada de numerário, será devidamente multado porque o objetivo é que as pessoas fiquem em casa. Quanto mais se mantiverem em casa menor será o risco de contaminação”.

Informação: Julie Rocha e Paulo Ricardo Rezende  –  Comus/Marituba)

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *