Hiroshi Bogéa On line

Informe & Informação

 

A diferença é tão grande entre os dois informes que fica difícil saber quem realmente “conferiu” corretamente.

Para o portal ORM, a caminhada contra a ‘Corrupção, pela Vida e pela Paz’ contou com 15 mil pessoas.

Na outra ponta, o blog do Parsifal diz que foi bem menos, bem menos: “nos dois momentos em que eu verifiquei não era possível calcular mais do que 2 mil participantes”.

Post de 

11 Comentários

  1. Anônimo

    2 de junho de 2011 - 12:05 - 12:05
    Reply

    A falta de esperança do povo, pode ser uma das razões para o nº inexpressivo de manifestantes.
    Olha só, uma das cabeças do movimento separatista é o Geovanni Queiroz, cujo voto foi a favor do projeto que permitirá a continuidade da devastação das nossa florestas.
    Esperar o que? Da onde?
    Nessas histórias eu tô que nem são TOMÉ .

  2. Elpídio Jr.

    29 de maio de 2011 - 22:49 - 22:49
    Reply

    Isto é igual comício. Os adversários dizem que não deu ninguém e quem fez o comício diz que lotou. Digamos que tinha umas 5 mil e eu era um dos 5 mil. Mas teve muita gente que realmente só assinou e não caminhou e a coleta de assinaturas estava aberta há uma semana. No início, no largo da Trindade não tinha muita gente mas quando chegou perto dos bombeiros deu muita gente porque misturou com quem passava e quando chegou na frente da ALEPA já não tinha mesmo mais do que umas 2 mil pessoas.

  3. Luis Sergio Anders Cavalcante

    29 de maio de 2011 - 20:43 - 20:43
    Reply

    Hiro, agora, prá mim tá clara a posição do Dep. Giovanni Queiroz(PDT). Ele, como grande latifundiario que é, votou “à favor”, junto com os outros deputados paraenses, literalmente, pela devastação do que ainda resta de nossas florestas. Refiro-me ao Código Florestal votado em Brasília/DF. Segundo o “Quaradouro”, dos dezessete (17) deputados paraenses, apenas Arnaldo Jordy(PPS) e Claudio Puty(PT) foram contrarios. No momento, tem sido (Giovanni) o principal articulista em defesa do futuro estado de Carajás. Então, huma(01) de suas metas é (sic) desamarrar de vez, através do futuro estado, as nesgas de floresta que ainda vicejam. É “voz de frente” de outros grupos vom p mesmo intento. Em 29.05.11, Marabá-PA.

  4. Carlos Souza

    29 de maio de 2011 - 11:59 - 11:59
    Reply

    Hiroshy,
    Essepessoal da Record, deve está a serviço, daqueles que não querem, o Estado de Carajás. Ou seja, foram orientados, a não mostrar as mazelas do Governo Central(Simão jatene). Para que a população, ache que o Governador, está investindo pesado no Sul e Sudestedo Pará, e consequentemente, dizer, que não existe necessidade de criar o novo Estado.

  5. Beatriz Lira

    29 de maio de 2011 - 09:00 - 9:00
    Reply

    A Record local se espertou dessa vez porque na primeira, quando mataram o casal, não havia nem sombra de repórteres dessa TV lá. Avisado por um colega do jornalismo, um dos chefes tratou o caso com desprezo e disse que ninguém iria a Nova Ipixuna cobrir coisa alguma. Depois, quando o caso estourou nacional e internacionalmente, levou uma senhora “catracada” porque não tinha o que mandar.
    Parece que aprendeu a lição de que Marabá não é mais uma corrutela e de que casos envolvendo movimentos sociais interessam ao planeta todo.

  6. A.Cunha

    29 de maio de 2011 - 01:44 - 1:44
    Reply

    Boa foi uma faixa da comitiva de Tailândia.
    ‘”TAILÂNDIA, TERRA DA LIBERDADE! ONDE OS POLITICOS ROUBAM SEM PIEDADE.”
    O bicho tá pegando por lá…

  7. Anônimo

    28 de maio de 2011 - 21:48 - 21:48
    Reply

    Muito diplomática tua postagem, “camarada”…

  8. Record

    28 de maio de 2011 - 18:54 - 18:54
    Reply

    Atenção Hiroshi, essa tarde mais uma pessoa do assentamento Praialta Piranheira foi assassinada, por volta de 14hs! Equipe já está voltando com imagens e informações! Amanhã no Domingo Espetacular matéria completa com imagens de profissional da terrinha!

    Produtor TV Record

  9. Alberto

    28 de maio de 2011 - 18:50 - 18:50
    Reply

    Como é que tinha somente 2000 pessoas se foram coletadas pela OAB mais de 8000 assinaturas que pedem a prisão dos envolvidos no escândalo da ALEPA e ressarcimento dos recursos desviados aos cofres públicos? Somente quem quer menosprezar o ato público é que poderia divulgar tal mentira. Cabe ressaltar que havia um carro som com um grupo de pessoas raivosas que tudo fizeram para provocar a violência e o tumulto, mas não conseguiram seu intento de desviar o sentido do ato público.

  10. fernandinha

    28 de maio de 2011 - 18:36 - 18:36
    Reply

    Esse cara, é um puxa-saco de primeira, tem que defender o grupo politico que ele representa, esse povo que sucatiou os cofres publicos do nosso querido estado…

  11. Anônimo

    28 de maio de 2011 - 17:04 - 17:04
    Reply

    A estimativa de 15 mil é oficial e dado pela Polícia Militar do Pará.
    Já a de 2 mil é oferecida pelo Deputado, passada pela peneira dos interesses do grupo político que representa.

    Mas deixe eu lhe contar que estava na praça, não participei do protesto, estava fazendo compras, na volta parei para ver o final.

    A praça amanheceu com faixas contra o Romulo Jr., o Edimilson, o Jarbas e a OAB dizendo que os mesmos não tinham moral para cobrar nada. Sou Advogado e vou contra a faixa que me ofendeu, os outros cada um que se defenda, até por não ter sido contratado para defendê – los.

    Quero dizer aos grupos contrários a CPI, que a OAB tem história no combate a corrupção nesse país e quem não tem moral para nada são vocês. Em vez de se aproveitarem do anonimato, pagando sem vegonhas para denegrirem uma instituição como a OAB, PROMOVAM A PASSEATA DE VOCÊS e mostrem a cara para a população deste Estado.

    Sigam a postura do Deputado Parsifal, que luta com todas as suas forças contra a instalação da CPI, deixando isso bem claro em seu blog. Não culpo o Deputado pelas faixas, até por ter o seu blog para falar dos outros, nunca usará o recurso de faixas apócrifas.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *