Hiroshi Bogéa On line

Sem acordo, greve de bancários amplia paralisações

No oitavo  dia de greve dos bancários no Pará , o  movimento ganha mais adesão, agora com  todas as agências bancárias no município de Óbidos, na região oeste, anunciando adesão.

Em Marabá, a categoria em greve realizou, na terça-feira, 13,  um grande ato na agência da Caixa na Velha Marabá em respostas às práticas antissindicais naquela unidade, principalmente contra os trabalhadores em greve que estavam proibidos pelo banco de utilizar o banheiro da unidade por estarem fortalecendo o movimento paredista.

O movimento de greve por tempo indeterminado da categoria bancária cresce a cada dia.

Em todo o Estado do Pará,  a greve já alcança 377 agências,  o que corresponde a 76,5% das unidades bancárias que atuam no Pará.

Em todo país, já são mais de 11 mil agências de bancos públicos e privados em greve.

“Diante do silêncio dos banqueiros, que até agora não chamaram o Comando Nacional dos Bancários e Bancárias para apresentar uma nova proposta, nossa categoria tem aderido massivamente ao movimento de greve por entender que somente com a nossa luta é que conseguiremos avançar em nossas conquistas, e por isso estamos intensificando cada vez mais nossas ações em todo o Pará no sentido de fortalecer a greve e derrotar a ganância dos banqueiros”, afirma a presidente do Sindicato dos Bancários do Pará, Rosalina Amorim.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *