Hiroshi Bogéa On line

Governo do Pará diz que crimes investigados pela PF não têm relação com o governo atual

Com informação do G1:

 

O Governo do Pará se posicionou por meio de nota sobre a ação da Polícia Federal (PF) que cumpriu mandados de busca e apreensão no Palácio do Governo nesta quinta-feira, 12. A Operação Vissaium da PF também teve como alvo a casa do vice-governador do estado, Lúcio Vale (PL).

Segundo a nota, a operação de hoje na casa do vice-governador e na sede do Governo, investiga fatos ocorridos entre 2010 e 2017, anteriores ao início do governo e sem relação com a vice-governadoria. Nesse período, Lúcio Vale exercia mandato de deputado federal.

O Governo do Estado encerra a nota alegando “que tem plena confiança no esclarecimento dos fatos e na Justiça”.

Operação Vissaium 

De acordo com os policiais, no caso do vice-governador, os mandados na casa do político são relacionados a fatos anteriores ao mandato de vice-governador. A operação investiga também uma organização criminosa responsável por fraudar licitações e contratos públicos em 10 municípios do Pará.

A ordem judicial foi expedida pelo juiz federal de Belém, Antônio Carlos de Almeida Campelo, e visa cumprir dez mandados de prisão preventiva, 26 de busca e apreensão de documentos, além de outros quatro mandados de prisão temporária.

De acordo com a decisão do juiz, as prisões são preventivas com prazo de cinco dias e podem ser renovadas. No caso das prisões temporárias, não foi definido data para terminar.

As investigações

Nos anos de 2010 a 2017, mais de R$ 39 milhões foram movimentados por criminosos em recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e também do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Os crimes

•   Pagamento de vantagem indevida a agentes públicos;
•   Simulação de entrega de merenda escolar;
•   Fraude em licitação.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *