Hiroshi Bogéa On line

Flona do Tapirapé – Aquiri renova Conselho Consultivo e promove solenidade de formatura dos monitores ambientais

A Flona Tapirapé – Aquiri conclui o processo de renovação do seu Conselho Consultivo, realizando no último dia 05 de dezembro a reunião ordinária de posse da nova composição , conforme portaria número 7 de 10 de outubro 2017 publicada no diário oficial da união em 29.11.2017.

Os conselheiros empossados participaram em oportunidade anterior de um processo de capacitação intenso, onde importantes componentes da gestão participativa, a exemplo do regimento interno e o plano de ação do conselho foram revisados, além da apresentação dos projetos em andamento na UC, iniciativa que aguça o envolvimento dos participantes com a causa, fortalecendo a atuação do conselho na gestão de possíveis conflitos de uso a surgirem.

Na oportunidade, em comemoração ao dia mundial do voluntariado, a FLONATA realizou ainda a solenidade de formatura de sua nova turma de monitores ambientais (foto a cima), considerando a conclusão do processo de capacitação iniciado no primeiro semestre no ano.

Na ação, a turma anterior fechou seu ciclo de atuação, repassando simbolicamente os trabalhos para a turma recém-formada.

Os voluntários receberam um certificado de honra ao mérito ambiental pela prestação de serviços de relevante interesse para a conservação da biodiversidade, como forma de reconhecimento por parte da gestão da unidade pelo apoio prestado pelo grupo em seu programa de educação ambiental, que em 2017 atingiu cerca de 1000 usuários em visitas guiadas no interior das unidades de conservação do mosaico Carajás.

Houve ainda a entrega simbólica de 5.000 mudas produzidas com apoio dos voluntários através de sementes coletadas de matrizes no interior da Floresta Nacional do Tapirapé – Aquiri, que estarão sendo reintroduzidas áreas de restauração ambiental do ICMBio, através do programa de conservação da flora amazônica ameaçada de extinção da UC.

Para André Macedo, gestor da unidade de conservação, a realização de forma integrada da posse da nova composição do conselho consultivo e formatura do monitores ambientais, reforça a participação social e mobilização da sociedade para as ações de conservação da Floresta Nacional.

Há poucos anos, a unidade de conservação era praticamente desconhecida pela sociedade local, hoje, com a ajuda dos voluntários e do conselho consultivo, esse quadro está sendo alterado, o que tem resultado no estabelecimento de novas parcerias, pesquisas cientificas e projetos socioambientais.

Posse Conselho Consultivo
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *