Hiroshi Bogéa On line

Engenheiros descem Tocantins para levantar informações sobre derrocagem

 

Dirigentes da Ahimor –  Administração das Hidrovias da Amazônia Oriental -, Dnit e engenheiros da Universidade Federal do Paraná iniciam logo mais viagem técnica pelo Tocantins,  para levantar as últimas informações sobre o comportamento do rio Tocantins, em seu período de cheia, destinadas à conclusão dos dados técnicos necessários à confecção do Edital que contratará empresa para a derrocagem do rio, no trecho Marabá-Tucuruí.

Como foi amplamente divulgado, o edital da obra, publicado ano passado, não teve empresas interessadas devido ao baixo valor máximo estipulado pelo governo, da ordem de R$ 450 milhões.

Informações vazadas em Brasília garantem que o Dnit deverá, agora,   limitar ao máximo o valor da derrocagem em R$ 750 milhões, a fim de atrair empresas especializadas em canalização de rios.

O edital será publicado em junho.

Post de 

2 Comentários

  1. jr

    16 de abril de 2015 - 08:43 - 8:43
    Reply

    com o governo do PT,não sai mesmo.

  2. Apinajé

    15 de abril de 2015 - 11:28 - 11:28
    Reply

    Eu digo que não sai!!!tão cozinhando o galo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *