Hiroshi Bogéa On line

Dilma perante o tribunal de criminosos

 

 

Repórter Ricardo Amaral lançará ainda este mês o livro “A vida quer coragem” no qual conta os dias de terror vividos pela então militante de esquerda que lutava contra a ditadura, Dilma Roussef.

Na obra, uma foto histórica da nossa presidente sendo interrogada pelos grupos de repressão, na sede da Auditoria Militar do Rio de Janeiro – inquisidores que escondem o rosto, quando a imagem foi registrada,  para não serem identificados.

A foto foi extraída, pelo repórter, das páginas do processo contra Dilma na Justiça Militar.

Foto está sendo reproduzida pela revista Época.

Post de 

16 Comentários

  1. Renato T

    24 de maio de 2012 - 00:05 - 0:05
    Reply

    Meus caros.

    Os militares estavam escondendo os rostos devido ao fato de, quando essas mesmas fotos fossem publicadas, os mesmos fossem assassinados por esses mesmos esquerdopatas. A propósito, os comunas também torturavam, “justiçavam” e cometiam crimes para instituirem uma ditadura do tipo de Fidel Castro ou Stalin, e não pela democracia. Eles são artífices na arte da desinformação (Dezinformatsyia), e agora, no poder, aplicam uma estratégia subversiva chamada de “Medidas Ativas” (Aktyvityie Merodpryapria), já planejada por Kruschev e aplicada aqui no Brasil inicialmente por Carlos Prestes. A propósito, não sei se vcs sabem, mas a Guerrilha do Araguaia fora planejada pelo PCdoB, com apoio da 4ª IS (do PCUS) a partir de 1962, bem antes da queda de Jango e da Contra-revolução de 1964. Felix Drzezinsky (um dos mentores da Revolução Bolchevique e fundador da NKVD, em 1923, depois KGB) dizia que o revolucionário deve mentir o quanto fosse necessário até que esta mentira se torne uma verdade (Semelhança com Göbbels???). Há muitos relatos de dissidentes soviéticos ex-KGB que relatam que tudo que aconteceu e está acontecendo no Brasil faz parte de uma estratégia Gramsiana de tomada do poder (ver Bezmenov, Suvorov e Golytsin). Basta, para confirmar isso, um pouco de paciência em investigar e tempo para observar os fatos. Também há muitos ex-comunistas que confirmam que eles (os comunistas) falam é tudo mentira, a fim de desmoralizar as instituições democráticas. É só investigar com senso crítico e ver pelo lado da criminologia, e não da sociolocia e da política. Que Deus abençôe a todos.

  2. Félix Maier

    22 de maio de 2012 - 16:45 - 16:45
    Reply

    Se o tribunal militar tivesse sido composto por “criminosos”, como diz o título aí acima, Dilma não teria sido condenada a 2 anos e meio de cadeia. Teria sido sumariamente fuzilada, como aconteceu em Cuba e na União Soviética. Aliás, quem é o trouxa que acredita que Dilma foi torturada? Eu, não!
    Cfr. minha opinião em http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=64360&cat=Artigos&vinda=S
    F. Maier

  3. anonimo

    6 de dezembro de 2011 - 20:46 - 20:46
    Reply

    A foto apresentada como sendo de Dilma perante o tribunal militar não passa de uma produção artistica feita a mão por algum artista.
    A farsa e facil de ser desmentida pois na epoca a guerrilheira apresentava quando foi presa cabelos longos que foram cortados rentes logo assim que foi detida. Nosso tribunal não escondia o rosto em momento algum pois tinham consciencia de que estavam fazendo o melhor para o Brasil julgando aqueles que atentavam contra a ordem nacional e muitas vezes absolvia aqueles que apontados sem base solida como terroristas e posso citar casos como o de Sidnei e Elza Lianza e Frederico Falcão que foram absolvidos pois as confissões foram forçadas por membros de nossa força que se excederam para defender nossa patria da ameaça vermelha que tentava dominar o nosso Brasil.
    O orgulho que tinhamos de nossa missão não permitia e não permite que abaixemos nossa cabeça e voces podem verificar nossa altivez retratada em um grande expoente do Sul do Para o Cel. Curio.

  4. George Hamilton Maranhão Alves

    6 de dezembro de 2011 - 10:05 - 10:05
    Reply

    Quem faz coisa errada esconde o rosto!

  5. SAUDADES

    5 de dezembro de 2011 - 21:51 - 21:51
    Reply

    Tenhon saudades daquela epoca em que existia ordem,disciplina e patriotismo e sonho que esta epoca volte para botar ordem na desordem existente hoje em nosso Brasil.

  6. A Força do SIM...

    5 de dezembro de 2011 - 13:50 - 13:50
    Reply

    Isso tudo tem que ser lembrado também pelo fato de que o nosso país tem que ser reconhecido como uma linda democracia em transição. É fácil fazer uma viagem pelo processo de evolução que estamos passando. Da era Jango (que poderia ter sido uma viagem altamente prejudicial, quando partíamos para uma ditadura do proletariado, talvez teríamos tido mais prejuízos sociais do que com a ditadura militar (claro, sem defender a ditadura militar) até os dias de hoje, apesar das mazelas, parabéns ao nosso país!!!
    Viva o Brasil!
    Viva nossa presidente!

  7. ANdre

    5 de dezembro de 2011 - 12:17 - 12:17
    Reply

    Sabe Hiroshi, independente do que passamos pela nossa historia na ditadura, que tenho algumas lembraças de menino, como na inauguração da ponte do itacaiunas com a presença do general figueiredo vendo que as pontas a base da piramide militar obedecia apenas ordens e caso nao as obedecessem seria levados ao tribunal militar e considerados comunistas e traidores da nação. Vejo a presidente Dilma com outros olhos agora. Nao votei nela por divergencia partidaria, mas sou admirador sem nenhuma duvida de sua pessoa, pelo sofrimento que teve e pelos maus tratos que passou que nós nunca poderiamos imaginar quanto sofrimento ela teve. Este jeito durao de ser, meio reservado e seria, me faz ver como ela demonstra a nós brasileiros o que é gerir uma nação com mao de ferro pregando a honestidade e a justiça acima de tudo. Evidentemente que tem as alianças com pessoas inescrupulosas de partidos politicos, que as vezes serios, tem seus representantes no governos verdadeiros crapulas e bandidos que não tem receio em roubar nosso povo sofrido. Parabens a vitoria do ser humano Dilma.

  8. CLAUDIO

    4 de dezembro de 2011 - 10:14 - 10:14
    Reply

    Meu caro Iroshi, por favor, leitor diário que sou e admirador que tb sou de sua pessoa, peço-lhe que altere a palavra “negros” da frase “DIAS NEGROS”, pois soa extremamente preconceituosa, apesar de saber que nem de perto foi sua intenção. Obrigado pelo espaço.

    • Hiroshi Bogéa

      4 de dezembro de 2011 - 10:29 - 10:29
      Reply

      Atenderei sue pedido, Cláudio. Abs

  9. Dario dos Anjos

    4 de dezembro de 2011 - 08:42 - 8:42
    Reply

    Ao Luis Sergio Anders Cavalcante, o ódio não faz parte do meu dia a dia e quando disse que nos obrigavam a disciplina de Moral e Cívica, queria dizer que não nos ensinavam da maneira correta, respeitando nossos símbolos da maneira como deveria e deve ser até hoje. Mesmo assim aprendi a respeitá-los, só que agora eu os respeito sabendo o porque disso tudo, repassei esse sentimento aos meus filhos da maneira como deve ser, com responsabilidade de patriota e principalmene com justiça! Abraços!

  10. Saudade de Marabá

    4 de dezembro de 2011 - 08:19 - 8:19
    Reply

    Concordo com o Luis Sérgio. A gente tem que conhecer os dois lados. Se por um lado os “milicos” obedeciam ordens, por outro, o grupo da Presidenta estava disposto a tudo para conseguir derrubar o Governo. Se hoje aparecesse um grupo tentando derrubar o governo do PT vocês acreditam que não haveria repressão alguma? Temos que saber que aconteceram roubos, sequestros, ações armadas…nos dois lados, anjos e demônios… Beijos!!!

  11. Luis Sergio Anders Cavalcante

    3 de dezembro de 2011 - 20:06 - 20:06
    Reply

    Os torturadores merecem punição. Porém, a grande maioria só obedecia ordens superiores. Não estou a defender a ditadura da época. Penso um pouco diferente ao das 16:42 hs., tambem tive aulas de Moral e Cívica e exercitei as canções do Hino Nacional, da Pátria, À Bandeira etc…, bem como, aprendí a respeitar os Símbolos Pátrios e as pessoas tambem. Práticas essas, aliadas à disciplina, foram por mim passadas aos meus filhos e, até hoje nos são de grande valia. Detalhe : Meus filhos, já casados, hoje, independente de com quem, e qual lugar eu esteja, à aproximação, pedem ” a benção “. Fato esse, tão em desuso atualmente, fora outros procedimentos de urbanidade e convivência. O ódio é um sentimento tão vil quanto degradante. Em 03.12.11, Marabá-PA.

  12. Capitu, olhos de ressaca.

    3 de dezembro de 2011 - 19:25 - 19:25
    Reply

    Quando olho a história e olho a nossa realidade, sinto orgulho de nossa presidenta. Valeu a pena ter acreditado em seus ideais e não ceder às humilhações da tortura.
    A tenho como exemplo de coerência e cárater. Quando passar por humilhações por defender o que acredito lembrarei dela, porque saberei que ser justa sempre valerá a pena, mesmo enfrentando agressões, difamações, rejeições (essa é a pior parte para mim: rejeição)….

  13. Prof. Alan

    3 de dezembro de 2011 - 17:26 - 17:26
    Reply

    Me alegra saber que esses militares, se ainda estão na ativa, estão agora prestando continência para a Presidenta!

  14. Dario dos Anjos

    3 de dezembro de 2011 - 16:42 - 16:42
    Reply

    E ainda faziam a gente ter aulas de Moral e Cívica! Covardes mesmo!!!, mas prestem atenção na tranquilidade que ela demonstra perante esses monstros, coisa de quem realmente está em um nível acima do nosso, por isso está na Presidência desse nosso Brasil, que agora sim, podemos nos orgulhar de sermos brasileiros, sem a obrigação de cantar nossos hinos, cantamos agora com a obrigação de fazermos desse país cada dia mais, uma grande nação democrática! Odeio quando lembro de que no grupo escolar nos faziam cantar: “…já raiou, a liberdade, no horizonte do Brasil…” dentre outros, e nem imagina a existência desses porões da ditadura. Agora sinto um orgulho imenso de ver essa senhora comandando o nosso agora amado Brasil !

  15. CILENE AMUJACY

    3 de dezembro de 2011 - 14:04 - 14:04
    Reply

    MILITARES COVARDES…

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *