Hiroshi Bogéa On line

Desttaq é multada em R$ 53.205 por divulgar pesquisa impugnada em Jacundá

 

O juiz eleitoral da 69ª Zona Eleitoral do Estado do Pará, Dr. Arileson Ribeiro Lima, aplicou multa no valor de R$ 53.205,00 a empresa de pesquisa eleitoral Desttaq (Instituto de Pesquisa Gestão e Mercado)  por publicar e divulgar pesquisa impugnada pela Justiça Eleitoral, que apontava o candidato do Zé Martins, da coligação União Popular, como favorito entre os demais candidatos.  A pesquisa teria ouvido 316 pessoas nos municípios de Jacundá, Goianésia do Pará e Rondon do Pará. A contratante da pesquisa foi a empresa  Amazônia Jornalismo e Publicidade Ltda – Me / Innova Agência de Publicidade, que pagou a quantia de R$ 2,5 mil pelos serviços.

 

O juiz eleitoral Arielson Ribeiro Lima levou em consideração vários fatos para suspender a divulgação dos dados estatísticos. “Entendo pela concessão de medida liminar suspendendo a divulgação da pesquisa. Com efeito, as provas produzidas pela representante indicam que a pesquisa contém informação inexata a respeito do número de entrevistados, assim como indica claramente que as entrevistas abrangeram área não pertencente ao Município de Jacundá”.

 

Em entrevista à Reportagem, o juiz eleitoral Arielson Lima disse que “nesse primeiro momento apenas a empresa responsável pela pesquisa foi multada, mas outras ações estão sendo analisadas contra a empresa jornalística (O Jornal A Notícia, do município de Redenção) e divulgação nas redes sociais”. A ordem judicial proibindo a divulgação da pesquisa foi expedida no dia 16 de setembro. (Antonio Barroso)

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *