Desníveis de calçadas provocam acidentes na Antonio Maia

Antonio Maia e suas calçadas desiguais

O caso não é o primeiro.

Nem será o último, enquanto existirem calçadas com níveis diferentes de uma pra outra na extensão da avenida Antonio Maia, principal centro comercial do núcleo Velha Marabá..

O fato ocorreu semana passada.

Um senhor de idade avançada foi levado às pressas para atendimento médico, depois de sofrer acidente quando caminhava num dos quarteirões do Comércio.

No encontro de calçadas com níveis  diferentes, a vítima perdeu o equilíbrio, caindo  sobre os braços.

Socorrido, o ancião teria chegado à emergência do hospital municipal com suspeita de fraturas.

Fatos idênticos já ocorreram algumas vezes, na Antonio Maia, maioria envolvendo pessoas idosas.

A prefeitura de Marabá, na gestão de João Salame, elaborou um projeto de urbanização do centro comercial da Velha Marabá, contemplando a padronização de calçadas, inclusive com aplicação de faixas táteis (faixas guidas), para orientação de deficientes visuais.

O projeto chegou a ser discutido em audiência pública, e teve parte dele implantada, no trecho da Antonio Maia entre o estádio Zinho Oliveira e o cine Marrocos.

A obra não andou.

Mas o projeto existe, e a atual gestão deveria olhar com carinho para a importância de torná-lo real.

Como ficaria a avenida, pelo projeto da prefeitura