Deputado nega que acusado de mandar matar prefeito de Breu Branco tenha sido seu coordenador

Em nota encaminhada à imprensa, deputado federal Éder Mauro nega que Ricardo “Chegado” tenha sido seu coordenador político, em Breu Branco.

A nota do parlamentar:

—————-

 

O deputado federal Delegado Éder Mauro (PSD/PA) esclarece que não passa de mentira a notícia de que o acusado como mandante da morte do prefeito Diego Kolling, Ricardo Chegado, teria sido coordenador de campanha do deputado nas eleições de 2014.
Ressalta que não chegou a fazer campanha em Breu Branco porque não tinha recursos para sequer chegar ao local, onde obteve pouco mais de 100 votos, inclusive tem a informação de que o acusado trabalhou para outro deputado federal. 
Somente nas eleições de 2016, o deputado foi procurado pelo próprio Diego para apresentar Ricardo como presidente do PSD Breu Branco, o qual foi coordenador da campanha de Kolling que ganhou o pleito de 2016. Lamenta o ocorrido e enfatiza que continuará acompanhando as investigações.