Hiroshi Bogéa On line

Coluna Diário do Pará

Coluna do poster publicada na ediçào deste sábado, 19, do Diário do Pará:

_______________

Cassação de Maurino
Um grupo de empresários de Parauapebas, que tem como referência Abimael Barbosa da Rocha, foi quem disponibilizou documentos para a constituição de provas da denúncia, protocolada ontem em Marabá, pedindo a cassação do mandato eletivo do prefeito Maurino Magalhães, conforme divulgou o blog do colunista, na tarde de quinta-feira, 17, com exclusividade. Cópias de cheques, recibos, depósitos de valores em contas de familiares do prefeito, além de outros documentos integram conjunto da ação que denuncia Maurino por prática de caixa dois, na campanha eleitoral de 2008.

Caixa dois
A despacho do juiz Cristiano Magalhães, a ação deverá ser encaminhada para o Ministério Público se manifestar. Abimael e outros empresários de Parauapebas se destacaram como influentes financiadores da campanha do prefeito de Marabá, bancando material gráfico, locação de veículos e liberação de recursos. O mais grave é a coincidência de valores, entre o que legalmente a coligação partidária apoiadora do prefeito declarou ao TRE, e o que se caracteriza como suposto caixa dois de campanha: pouco mais de R$ 800 mil. A via-crúcis vai começar.

Não tão antigo
Vinicius Hesketh esclarece que Neuton Miranda não presidente o PCdoB há mais de 20 anos. “Entre 2001 e 2007 a presidência do Comitê Estadual foi exercida pela jovem Leila Márcia Santos. (…) Antes dela, não sabendo lhe precisar por quanto tempo, a presidência do PCdoB estadual foi exercida por Socorro Gomes”, diz, explicando que Neuton retornou à direção da legenda “devido a sua experiência para manter a unidade do Partido após a saída de Paulo Fonteles e Sandra Batista”. A coluna, no entanto, citou apenas o deputado Arnaldo Jordy a completar vinte anos presidindo o PPS. Neuton Miranda foi diagnosticado apenas como dirigente “longevo”. Vide edição passada.

Cobre à vista
Audiências públicas do Projeto Cristalino, a ser tocado pela Vale em Curionópolis, tiveram inicio ontem, em Marabá -, e prosseguem nesta sexta-feira na cidade de Parauapebas. Na primeira rodada de debates, participaram diretores da mineradora, membros do MP, dirigentes de entidades populares e o prefeito Wanderon Chamon. O Cristalino produzirá 340 mil toneladas por ano de concentrado de cobre, com vida útil de 24 anos. O município sonha com a ativação do projeto como força motriz para reduzir o desemprego, gerando renda e diversas outras oportunidades.

Descompressão ambiental
Espíritos ficaram mais desarmados depois que Aníbal Picanço fez a entrega, quarta-feira, em Marabá, das primeiras licenças emitidas pela SEMA para o setor produtivo do Sudeste, em sua sede descentralizada. O governo do Estado ganhou pontos, principalmente porque ficou constatada a eficiência das ações do processo de desconcentração prometido por Ana Júlia desde o inicio de sua gestão, mas que estava emperrado durante a gestão do ex-secretário Valmir Ortega. Cláudio Cunha, diretor de Planejamento Ambiental, cumpriu à risca as determinações de Picanço, montando a estrutura de Marabá sob o comando de Tony Rosa.

Cofre tufado
Prefeitura rica é outra coisa. O prefeito de Marabá, Maurino Magalhães, por exemplo, está esnobando convite de Ana Júlia para assinar convênio no valor de R$ 5 milhões destinado à zona rural do município. Há tempos o Palácio dos Despachos aguarda em vão a confirmação da presença do dirigente marabaense para agilizar o repasse da verba.

UMAS & OUTRAS
Exemplares do Diário do Pará destacando denúncia da coluna sobre manobras da Coomigasp para privatizar a mecanização do ouro estão sendo encaminhados à corregedoria do Ministério das Minas e Energia.

Até a próxima terça-feira, a Construfox conclui a reconstituição da PA-150, entre Marabá e Novo Ipixuna. Serviço de qualidade.

Já no inicio da noite de ontem setores de inteligência da Polícia Civil começavam a descartar motivações política e questão ligada à terra o atentado sofrido pelo agricultor Wilson Silva Moreira, em Santa do Araguaia, ferido com dois balaços.

Na Estação Gourmet, no inicio da tarde de ontem, concentrada conversa envolveu por muito tempo o ex-prefeito de Marabá, Sebastião Miranda (PRB), e os secretários estaduais Maurílio Monteiro e Carlos Botelho. Só os três numa mesa.

Após a publicação do post sobre o pedido de cassação do prefeito Maurino Magalhães, às 13h41, até às 23 horas, o blog do colunista “bombou”, com 837 acessos, no período.

_____________
Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *