Hiroshi Bogéa On line

Cobre no cofre

A Clean Service, de Chico Ferreira, continua operando em Parauapebas, Santarém, Conceição do Araguaia, Ananindeua, Canaã dos Carajás, Tucuruí e Itaituba, com faturamento mensal próximo de R$ 3 milhões. Só em Parauapebas, a empresa recebe R$ 1 milhão. Presos aos contratos ainda em vigor, alguns prefeitos sentem-se desconfortáveis com a situação.
O faturamento mensal da Clean Service pode ser comprovado junto as prestações de contas dos Municípios no TCM.

Post de 

7 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    30 de outubro de 2007 - 23:55 - 23:55
    Reply

    Anonimo, recusei três comentários provavelmente seus. Não adianta soltar a franga com acusações levianas. Por favor, baixem a bola. Baixem a bola.

  2. Anonymous

    30 de outubro de 2007 - 21:26 - 21:26
    Reply

    A manutenção desse contrato entre a Clean e a Prefeitura de Pebas certamente é uma mácula para a EMPRESA.

  3. Anonymous

    29 de outubro de 2007 - 22:56 - 22:56
    Reply

    O nome do cara é esse mesmo BRANCO, aliás, apelido. Nome não pode ser. Apelido sugestivo, hein!?

    É muita tristeza para quem passou a vida todo no PT e hoje vê-lo dominado por gente com Bernadete, Darci Lermen . Cito apenas estes pra ficar aqui em nossa região.

    Pelo menos o FHC mandou a gente esquecer o que ele escreveu. Fogo é aguentar o PT continuar discursando e falando como se não tivessem nada a ver com seus métodos de governo. A desonestida é completa e profunda. Intelectual e patrimonial. Sem retorno.

    O PT é um típico caso de mutação, de metamorfose. Eufemismo puro.

  4. Anonymous

    29 de outubro de 2007 - 21:25 - 21:25
    Reply

    A white Tratores, foi quem mais faturou na época de Bernadete, frente ao Incra, fazia contrato de milhão, mas os serviços prestados nos assentamentos não representa nem 10% do valor do contrato dado a péssima qualidade do serviço, ah Branco!!! E continua com a mesma ´prática na prefeitura de Parauapebas, tem o maior contrato de aluguéis de máquinas e caminhões, por um caminhão truk alugado para prefeitura, ele recebe em torno de doze mil por mês, mas ao proprietário, só é repassado algo de 6 a 7 mil, isso é que chamo de lavagem.

  5. Anonymous

    29 de outubro de 2007 - 16:14 - 16:14
    Reply

    Hiroshi,

    Não é apenas a CLEAN SERVICE que serve a bandalheira, anote aí o nome dessa: WHITE TRATORES. Aqui no Peba ela é muito conhecida, ai em Marabá a BERNADETE sabem muito bem de quem se trata.

    As aleições chegarão!

  6. Anonymous

    29 de outubro de 2007 - 16:11 - 16:11
    Reply

    Em Parauapebas não há desconforto nenhum. Pelo contrário, há muito conforto.
    Ninguém vai investigar nada, a não ser se a PF desse conta. Os caras têm muito trabalho. Mas tenho pra mim que a casa tá caindo. No caso de Parauapebas não escapa nenhum, nem prefeito, nem vereadores. Nem o atual, nem a anterior.

  7. Anonymous

    29 de outubro de 2007 - 13:19 - 13:19
    Reply

    “Alguns prefeitos mantém-se desconfortáveis com a situação” nada, hiroschi. Isso é conversa pra justificar o que não querem refugar. O origem suspeita dos contratos dessa empresa do Chico Ferreira poderia muito bem justificar suas denúncias.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *