Hiroshi Bogéa On line

Ao Mestre, com carinho

ProfessorO compromisso do Estado brasileiro com a educação está formalizado no artigo 205 da Constituição Federal de 1988, onde se lê que “A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.”

Para que isso ocorra é indispensável a boa atuação dos professores, personagens centrais em todas as fases da educação formal.

No entanto, a profissão docente é atualmente percebida como mal remunerada e pouco valorizada pela sociedade.

Trata-se, portanto, de uma situação paradoxal: ainda que o Estado seja obrigado a garantir educação de qualidade para as novas gerações, a carreira docente aparenta ser cada vez menos popular e mais fragilizada.

Nos dias de hoje, é comum a percepção de que um dos principais mecanismos de mobilidade social é a educação.

Defensores dessa posição acreditam que indivíduos mais instruídos possuem um diferencial na competição do mercado de trabalho, podendo ascender internamente nas organizações e empresas, tendo acesso a melhores salários e reconhecimento.

Ainda que membros das classes altas tenham melhores condições de se diferenciarem (por já possuírem instrução e reconhecimento herdados de suas famílias), a educação universal de qualidade proporcionaria formas de “nivelar” as condições de todas as pessoas.

Nesse contexto, o papel do professor seria então fundamental para uma sociedade mais equalitária: caberia a ele, por meio dos processos formais de educação, proporcionar aos alunos menos favorecidos as condições indispensáveis para sua mobilidade social ascendente.

Hoje, 15 de outubro, mais  uma vez comemora-se o Dia do Professor, a mais importante profissão da sociedade.

Comemora-se o dia do trabalhador responsável por capacitar todos os outros trabalhadores e construir um país justo e esclarecido.

Todos  conhecem e falam da importância do professor, mas pouco se faz para elevar a profissão ao seu verdadeiro lugar.

Portanto,  é fundamental entendermos que o professor é aquele que vai transformar o conhecimento em algo vivo, que diga respeito à vida da sociedade concreta, vinculada ao mundo do trabalho e a prática social.

Assim, o professor é o grande agente do processo educacional, é a alma de qualquer instituição de ensino.

Seu trabalho reverte para o bem de toda a sociedade.

Basta imaginarmos como seria uma sociedade sem escola, uma sociedade sem professores.

Nesta data, o reconhecimento do blogueiro à grandeza do Professor.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *