Hiroshi Bogéa On line

AL fecha cercanias para evitar aproximação de manifestantes

Com informação de OLiberal:

O Palácio Cabanagem, sede da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), recebeu na manhã desta quarta-feira (18) grades em seu entorno e a presença ostensiva de agentes de segurança, com ônibus do Batalhão de Choque da Polícia Militar (PM).

A ação foi planejada em razão da continuidade da votação da reforma da Previdência, e após tumulto ocorrido na terça-feira 17, quando entidades dos servidores públicos estaduais protestavam contra a medida no início da votação.

Novo protesto foi marcado pelos sindicatos, às 8h de hoje, com a intenção de impedir a aprovação. Em suas redes sociais, o Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sintepp) convocou a sua base para comparecer em frente ao prédio.

“As trabalhadoras e os Trabalhadores em Educação, juntamente com outras categorias do serviço público estadual, convocaram seus filiados e filiadas para acompanhar a votação que retira direitos e dificulta o acesso à aposentadoria dos servidores”, afirmaram.

O procurador-geral do Estado, Ricardo Sefer, em entrevista à TV Liberal, afirmou que os cinco projetos a serem aprovados são necessários para aumentar a capacidade do governo do Estado em áreas como saúde, educação e segurança.

“O nosso gasto com Previdência, neste ano, foi de R$ 1,6 bilhão, enquanto que o governo investiu R$ 400 milhões. Isso significa que temos um déficit quatro vezes maior que nossa capacidade de investir. Precisamos reverter em benefício da população”, defendeu.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *