Hiroshi Bogéa On line

Aço Cearense confirma processo de recuperação judicial antecipado em março pelo blog

Presidente da Aço Cearense, Vilmar Ferreira, conglomerado que tem em seu portfolio a siderúrgica Sinobras, confirma em Carta de Esclarecimento enviado ao blog, o processo de recuperação judicial pelo qual se submeteu a empresa, adiantado por este blogueiro dias  atrás.

A caótica situação econômica do país que impactaram o setor siderúrgico nacional, atingiu em cheio  o grupo do Estado do Ceará, responsável pela geração de mais de 4 mil empregos diretos e indiretos na sua estrutura industrial em Marabá, diz a nota, confirmando o protocolo do pedido de recuperação judicial.

“Seguindo o padrão que sempre norteou as decisões do Grupo Aço Cearense, foi indispensável buscar uma recuperação judicial diferenciada, preventiva e responsável, tendo como premissa a manutenção da saúde financeira e operacional das empresas do Grupo”, explica o presidente.

De quando da postagem da curta nota, no meio do mês de março passado,  o blogueiro foi alvo de críticas de algumas pessoas desinformadas, que passaram a bombardeá-lo em redes sociais como “repórter que faz  terrorismo” – além de outras desqualificações.

A nota do presidente da Aço Cearense vem  premiar mais uma vez a qualidade das nossas fontes de informação.

 

Abaixo, a Carta de Esclarecimento da Aço Cearense:

———————

 

 

 

Carta de Esclarecimento

Com a transparência e responsabilidade que em 37 anos guiaram o Grupo Aço Cearense em sua trajetória empresarial, vem a público para esclarecer e tranquilizar a sociedade, fornecedores, clientes e seus 3.800 colaboradores, a respeito do processo de recuperação judicial, protocolado no fim do dia 04 de maio de 2017.

 

Cenário

Como é de conhecimento de todos, o Brasil atravessa uma grande crise econômica que afeta toda a cadeia produtiva nacional. O setor da siderurgia é um dos mais impactados.

Apesar deste quadro, o Grupo Aço Cearense vem apresentando no último ano uma melhoria significativa nos seus números de faturamento e lucratividade.

No entanto, mesmo com resultados positivos, nos últimos meses a empresa tem encontrado dificuldades para ajustar sua estrutura de capital dentro desse cenário econômico adverso.

 

Uma saída responsável e diferente

Seguindo o padrão que sempre norteou as decisões do Grupo Aço Cearense, foi indispensável buscar uma recuperação judicial diferenciada, preventiva e responsável, tendo como premissa a manutenção da saúde financeira e operacional das empresas do Grupo, como segue:

– Preservar e garantir os empregos dos seus 3.800 colaboradores;

– Permitir a continuidade das operações e a sustentabilidade dos seus negócios;

– Propor um plano de pagamento das dívidas que permita honrar todas as categorias inseridas nessa situação;

– Manter a boa relação com os fornecedores com os quais lida diariamente;

– Viabilizar a retomada do crescimento e de suas ações sociais.

 

Ações e Esperança para um Futuro Melhor

Ao optar por tomar tal decisão, o Grupo Aço Cearense  reforça sua premissa básica de não abrir mão da transparência e da lealdade com as quais sempre baseou suas ações, mantendo a filosofia de uma empresa séria e consciente de seu papel para com a sociedade.

O Grupo Aço Cearense reitera sua disposição para seguir com a vontade e trabalho de sempre, com a crença no seu papel de desenvolvimento e transformação do Brasil, vislumbrando um futuro promissor e benéfico a todos os envolvidos.

Vilmar Ferreira

Presidente Grupo Aço Cearense

Post de 

1 Comentário

  1. Djalma Guerra

    5 de maio de 2017 - 21:44 - 21:44
    Reply

    Na intervenção militar de 64 o Castelo Branco disse: O BRASIL ESTÁ A BEIRA DE UM ABISMO.
    Costa e Silva quando assumiu disse: O BRASIL DEU UM PASSO A FRENTE.
    Veio o Médici e disse: NINGUEM SEGURA ESTE PAÍS.
    Qualquer semelhança com o golpe feito pelo Michel Drácula Temer não é coincidência vamos para o fundo mesmo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *