Hiroshi Bogéa On line

A falência ética do futebol paraense chega ao seu nível mais fundo

Impressionante a denúncia que o presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul, faz contra o ex-treinador do elenco, João Brigati.

O fato de tentativa de fraude num exame de jogador do time é grave, merece investigação mais profunda, até por parte da CBF, para  expor a podridão que envolve a relação promíscua de alguns treinadores de equipes medianas.

O caso Brigati, se for investigado a fundo, pode revelar as razões mais claras  das razões que fazem do atual futebol brasileiro uma caricatura do que já representou ao mundo.

 

 

 

Post de 

2 Comentários

  1. Apinajé

    30 de abril de 2019 - 07:49 - 7:49
    Reply

    O futebol é apenas mais uma maneira de poderosos manipularem o povo,é o circo de que o povo precisa,uma espécie de ópio usado para o povão canalizar suas frustrações.
    Enquanto isso, o esporte segue dando vida boa para “atletas”e cartolas que se retro alimentam financeiramente,mantendo em pleno funcionamento a maior lavanderia de dinheiro sujo do mundo.

  2. J. Cícero Costa

    29 de abril de 2019 - 12:55 - 12:55
    Reply

    De fato, se fosse feita uma devassa das maracutaias que ocorrem nos bastidores e porões dos clubes de futebol no país, muita falcatrua e sujeira seriam reveladas.

    Fico imaginando, quantos times se sagraram campeões ao longo dos tempos à custa de chicanas, trapaças e cambalachos.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *