Hiroshi Bogéa On line

A alma da jornalista

“A maioria dos gays revelou uma rotina onde prevalecem piadas, chacotas ou mesmo palavrões. Apesar de tudo, permanecem calados. Muitos chegam a apanhar. Poucos são os que ousam levar o caso para uma delegacia de polícia ou mesmo desabafam com a família”.

Parágrafo extraído da excelente reportagem sobre o altíssimo grau de homofobia alimentado por parte da população de Belém, segundo Estado do país intolerante com os homossexuais, publicada na edição deste domingo do Diário do Pará.

O trecho foi pinçado para mostrar as preocupações sociais da jornalista Rita Soares, do setor de reportagens especiais do jornal, em tudo o que escreve, sem ser demagógica e nem resvalar para a pieguice.

Raríssimas vezes, em todos os trabalhos dela lidos pelo poster, Rita deixou de ir fundo às fragilidades humanas, apontando escuridão e desleixo da sociedade para com os socialmente desprotegidos.

Post de 

3 Comentários

  1. Anonymous

    14 de setembro de 2009 - 19:13 - 19:13
    Reply

    Aí quando eles falam que somos todos uns enrustidos , a gente fica puto mas esses babacas metidos a machões só dão razão a gozação.
    Abs
    Tadeu

  2. Hiroshi Bogéa

    14 de setembro de 2009 - 11:02 - 11:02
    Reply

    Telma, a homofobia é uma semvergonhice social para a qual o remédio é a lei. E a indignação, como a sua, da sociedade para com ela. Abs

  3. telmachristiane

    13 de setembro de 2009 - 22:44 - 22:44
    Reply

    Eu não sei o motivo de tamanha indignação por parte desses machos héteros quando partem pra violência física, o que perturba tanto essas criaturas Hiroshi ? O que mexe tanto dentro da cabeça desses machões pra se sentirem tão incomodados com a presença dos gays ? Detesto gente homofóbica.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *