Hiroshi Bogéa On line

Vestido de Ku Klux Klan universitário paraense revolta redes sociais

Milhares de internautas massacram nas redes sociais a postura de um estudante da Esmac, em Ananindeua – Região metropolitana deBelém -, que postou foto usando uma roupa idêntica a que vestia membros da Ku Klux Klan.

A atitude do universitário é a amostra dos tempos de intolerância e racismo vividos hoje pelos brasileiros.

De 19 anos, cursando  a Faculdade de Direito na Escola Superior Madre Celeste (Esmac), o estudante causou uma grande polêmica após publicar uma foto em suas redes sociais fantasiado de membro da supremacia branca do grupo Ku Klux Klan (KKK), no dia de Halloween.

Na foto, o adolescente vestido com uma túnica e capuz brancos colocou na legenda ‘Às quintas somos racista’.

Vários internautas se revoltaram ao verem a imagem.

“Por baixo da fantasia existe sim um racista. A partir do momento que você escolhe uma fantasia, é porque se identifica com ela. Não tem outro motivo”, reclamou uma mulher nas redes sociais.

 

 

Criado em 1860, a Ku Klux Klan defendia ideais de extrema-direita como a supremacia branca, o nacionalismo branco e a anti-imigração. No século passado, o grupo foi responsável pela perseguição e assassinato de negros e ativistas de direitos civis, além de ataques terroristas.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *