Hiroshi Bogéa On line

Pará: 4.472 casos de violência sexual contra adolescentes

Uma pesquisa divulgada pela Coordenação Estadual de Saúde do Adolescente, ligada à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), mostrou que, entre os anos de 2013 e 2017, foram registrados, no território paraense, 4.472 casos de violência sexual contra adolescentes,.

Violências cometidas nas regiões Metropolitana (2.644 casos), Tocantins (689), Baixo Amazonas (260), Carajás (237), Marajó (202), Lago de Tucuruí (138), Rio Caetés (121), Xingu (117), Araguaia (32) e Tapajós (32).

Além disso, foram outros 2.857 casos de violência sexual contra crianças. Incluem-se assédio, estupro, pornografia infantil e exploração sexual.

De acordo com informações do Ministério Público, colhidas entre os anos de 2011 e 2017, 76,8% dos autores de crimes de violência são do sexo masculino e, em 37,7% dos casos, com vínculo familiar com a vítima ou família.

O local de ocorrência mais apontado nas notificações foi a residência, especialmente para as crianças e adolescentes do sexo feminino (71,2% e 58,7%, respectivamente).

O tipo de violência sexual mais notificado foi o estupro (62% em crianças e 70% em adolescentes).

A mesma pesquisa também informa o perfil das vítimas. No grupo das crianças, as meninas negras são as maiores vítimas (74,2%) e, em sua maioria, tanto do sexo feminino quanto masculino, estão na faixa de 1 a 5 anos de idade.

Entre os adolescentes, o quadro se repete. Meninas negras são as maiores vítimas: 92,4%.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *