Hiroshi Bogéa On line

15 mil hectares de terras indígenas desmatadas e sob ação de grileiros

A Polícia Federal identificou pelo menos 15 mil hectares de áreas desmatadas e em processo de grilagem em Altamira, no sul do Pará.

A ação da PF faz parte da Operação Verde Brasil, de combate a queimadas na Amazônia.

Segundo a PF, as áreas desmatadas pertencem à Terra Indígena Ituna Itatá.

Também foram encontrados indícios de exploração seletiva de madeira na Terra Indígena Arara e Terra Indígena Cachoeira Seca.

A PF informou que a polícia judiciária já identificou a possível autoria dos crimes.

Os agentes estão elaborando laudos das situações identificadas, especialmente dos desmatamentos na TI Ituna Itatá, indicou a corporação.

As áreas degradadas foram identificadas a partir de geoprocessamento e imagens de satélite.

Com base nas informações, os agentes da PF se deslocaram até a região.

A corporação afirmou ainda que, em parceria com a Marinha e o Ibama, sobrevoou a região para registrar imagens e realizar outras ações sobre os acampamentos no interior das áreas desmatadas.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *