Hiroshi Bogéa On line

Patrulha Rayovac

O blog tem recebido comentários às observações quanto a brusca mudança de atitude do Ministério Público diante da investigação de supostas irregularidades cometidas pelo atual governo estadual em detrimento do silencio secular adotado durante a Era Tucana. É interessante registrar a reação de pessoas avessas à gestão petista, certamente saudosas dos tempos macios de mamatas e babados outros mais. Só tem uma cosita: partidarismo e interesse pessoal não guiam este blog, nem o tornam selvagem a ponto de abrir campanha para denegrir ou esmiuçar a vida individual de quem quer seja. Fazer jornalismo não significa atrelar-se ao radicalismo de ser contra por ser. Fazer jornalismo não arremete ninguém à condição de desfraldador de bandeiras para a derrubada deste ou daquele político. Na democracia, quem derrubada político é o voto – como o povo fez no Pará ao reduzir à pó doze anos de mentiras, espoliação e falso moralismo.
O direito à livre expressão dos comentaristas deste blog está consagrado na condição que todos têm de escrever suas idéias sem as barreiras da moderação. Talvez seja um dos raros ainda a manter escancaradas suas postagens sem censura prévia. Entendo essa postura como fundamental para a blogosfera interagir sem influências do cerceamento. Se algum internauta discordar dos post publicados, o gostoso é argumentar sua discordância baseado em fatos, sem apostar em bordões apelativos.
Para o exercício da democracia, é esencial o MP atuar de forma firme na busca de maracutais de quaisquer governos. Não importa a sua cor. O que fica difícil codificar é essa falsa situação de que a Justiça estar aí para atender a todos. Os fatos recentes não validam isso.

Post de 

1 Comentário

  1. Anonymous

    22 de maio de 2007 - 20:21 - 20:21
    Reply

    Escuta aqui ó irmao, continua fazendo seu trabalho que sempre fizeste. Fi com esse seu jeito de informar que conquistaste um grande público. Quem critica a ti é porque tem algum interesse político em jogo. Os leitrores estao com voce.
    João da Livraria – Canaã

Leave a Reply to Anonymous

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *