Hiroshi Bogéa On line

Obras da ponte sobre o Araguaia já podem começar

As obras de construção da ponte sobre o rio Araguaia, responsável por ligar Xambioá (TO) a São Geraldo do Araguaia (PA), já podem ser retomadas após o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) conseguir decisão favorável no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Os serviços estavam suspensos desde a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, logo após o edital publicado em outubro de 2016, quando o ex-presidente Michel Temer (MDB) e o na época, ministro da Integração Nacional Helder Barbalho, hoje Governador do Pará, assinaram a ordem de serviço da obra em setembro de 2017 no município de Xambioá.

A ponte que vai ligar Xambioá a São Geraldo do Araguaia contará com 1.720 metros de extensão e será construída no trecho da rodovia BR-153/PA/TO. Contemplada pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a obra inicialmente foi orçada em R$ 160 milhões, destes foram garantidos R$ 100 milhões em 2016, de emenda da bancada federal, em caráter impositivo.

Post de 

8 Comentários

  1. orlandino bringel pereira

    4 de setembro de 2019 - 14:50 - 14:50
    Reply

    GOSTARIA DE SABER QUE TEMPO SE INICIARA AS OBRAS DA PONTE QUE LIGA XAMBIOA A SÃO GERALDO E QUANDO VAI FAZER A SONDAGE DO RIO ARAGUAIA

  2. Orlandino bringel Pereira

    23 de agosto de 2019 - 21:12 - 21:12
    Reply

    Queremos informações sobre a construção da ponte que liga xambioa e São Geraldo do Araguaia Pará como vai da início às obras

    • Hiroshi Bogea

      23 de agosto de 2019 - 21:18 - 21:18
      Reply

      Orlandino, na segunda-feira, entrarei em contato com o Dnit para atualizar informação.

    • Domingos

      9 de setembro de 2019 - 15:11 - 15:11
      Reply

      Como faço pra enviar currículo pra empresa responsável pela construção da Ponte?

  3. Ygor

    5 de agosto de 2019 - 19:32 - 19:32
    Reply

    A ponte de São Geraldo do Araguaia Pará a xambioa Tocantins vai sair ou não bora desenrola isso logo

Leave a Reply to Hiroshi Bogea

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *