Hiroshi Bogéa On line

Morador de rua constrói “baiuca” na VP8

Morador de Rua 2

Um morador de rua improvisou uma baiuca, no início da VP8 (próximo a Vila Militar Castelo Branco) usando pedaço de plástico e caixas de papelão.

A cena sensibiliza aqueles que veem o estado de extrema pobreza escancarada na via comercial mais importante da Nova Marabá, sem que alguém da área de assistência social providencie a retirada do moço,  aparentando idade sexagenária.

O “casebre” fica na calçada de um posto de gasolina, a 50 metros da Faculdade Carajás, e já está se transformando em local sem o mínimo de asseio.

Alguém se habilita a prestar assistência psicológico e de transferência do morador para um lugar mais digno?

Morador de rua

 

Post de 

3 Comentários

  1. italo ipojucan

    26 de agosto de 2015 - 21:46 - 21:46
    Reply

    Amigo, realmente é algo que comove. Tributo a setores do poder público a iniciativa de condução e acomodação decente para tais casos.
    Me surpreende igualmente a ausência de atitude do poder público, em medidas disciplinares diante da insensata ação realizada por um contribuinte na bendita VP-8. Vizinho à Casas Prata, uma represa criminosa, agressiva, toma forma. Alaga lotes de terceiros e condena a Folha 32 ao alagamento total nas primeiras chuvas. Talvez seja projeto de geração de energia, que desconheço, ou de alguma criação igualmente desconhecida. Lamentável a falta de ordenamento, uma agressão ao poder executivo.

  2. adão

    25 de agosto de 2015 - 08:08 - 8:08
    Reply

    amigo hiroshi essa materia já saiu a mais de 1 mes

    • Hiroshi Bogéa

      25 de agosto de 2015 - 09:49 - 9:49
      Reply

      Estamos reforçando a questão, até agora não resolvida, querido Adão. Abs

Leave a Reply to Hiroshi Bogéa

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *